Temperatura ideal para trabalhar é 13ºC, conclui pesquisa de Stanford

Por: Redação Comunicar erro

Pesquisadores da Universidade de Stanford (EUA) concluíram que a produtividade econômica global atinge seu máximo quando a temperatura anual média é 13ºC, mas cai fortemente à medida que ela sobe. O estudo, publicado ontem na revista “Nature”, analisou os dados econômicos de 166 países, ao longo de 50 anos, entre 1960 e 2010.

Acima de 13ºC, a produtividade começa a “declinar fortemente”, diz o estudo. A relação “não linear” entre eficácia econômica e temperatura, que não mudou desde 1960, é válida tanto para as atividades agrícolas como para as dos outros setores econômicos. E o fenômeno ocorre tanto nos países ricos quanto nos pobres. “Esses resultados provam, pela primeira vez, que a atividade econômica em todas as regiões do mundo está correlacionada com o clima”, afirmaram os cientistas.

Os pesquisadores também calcularam o impacto econômico das alterações climáticas. Se o aquecimento continuar na sua tendência, o planeta arrisca ver a temperatura aumentar em 4,3ºC até 2100, em relação ao nível anterior à Revolução Industrial, o que implicaria uma descida em 23% do rendimento global médio. Hoje, se nada for feito, 77% dos países vão ficar mais pobres, em termos de rendimento por pessoa, do que se não houvesse aquecimento global.

Por QSocial, com informações da Agência Brasil

Compartilhe: