Shows, oficinas e visitas guiadas agitam este fim de semana

Por: Publi Comunicar erro

Para encerrar o feriadão com chave de ouro, o Espaço Cultural Porto Seguro em parceria com a editora Lote 42 promove a segunda edição do Tinta fresca – experiências gráficas e feira de publicações. Oficinas, visitas guiadas e apresentações musicais especiais fazem parte da programação que acontece dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h. As atividades são abertas para pessoas de todas as idades e a entrada é Catraca Livre.

Durante os dois dias de evento o público poderá conhecer um pouco mais do universo das publicações, participando de oficinas gratuitas de tipografia, xilogravura, serigrafia, gravuras em metal, estêncil, carimbos, entre outras. Para participar não é preciso levar nenhum material nem fazer inscrição prévia.

Material utilizado durante a oficina gratuita de tipografia

Quem quiser se aprofundar um pouco mais no assunto pode se inscrever nas oficinas de 60 minutos que serão oferecidas em horários específicos durante o evento. Nestas, os participantes poderão levar para casa o que produziram durante o aprendizado.

Fazem parte das oficinas uma série de imagens retiradas do bairro Campos Elíseos, no entorno do Espaço Cultural Porto Seguro. Os artistas Gilberto Tomé e Danilo de Paulo, da editora-ateliê Gráficafábrica, usaram para os carimbos, por exemplo, o desenho de gradis de portas e janelas de casas e prédios da região.

Além das oficinas, uma rica programação cultural agita o evento. O duo DiMangaba apresenta um set de dub, ska, funk americano e MPB. Sábado, a cantora angolana Aline Frazão e o compositor Luiz Gabriel Lopez dividem o palco pela primeira vez e apresentam versões para músicas de compositores angolanos e brasileiros. Domingo é a vez da banda Ruspô que apresenta ao vivo canções criadas a partir de samples, loops, colagens e instrumentos de software.

Durante os dois dias de evento estará aberto ao público o PortoFabLab, laboratório de fabricação digital do Espaço Cultural Porto Seguro. Nele, os interessados poderão conferir o funcionamento e peças produzidas por máquinas de fabricação digital, como cortadora laser e impressora 3D. Assim terão a possibilidade de entender como foram feitas as peças do Tinta Fresca usadas nas oficinas de estêncil, carimbo, serigrafia e xilogravura.

Peças utilizadas na oficina de xilogravura

Em junho de 2016 foi realizada a primeira edição do Tinta Fresca, que, segundo os organizadores, cresceu desde então. “Nossa expectativa é receber um público maior após a repercussão positiva do ano anterior. A novidade desta edição é que as atividades estarão mais integradas, permitindo até que os interessados desenvolvam uma publicação própria. Queremos que as pessoas tenham uma experiência ainda melhor do que foi na edição anterior”, explica João Varella, sócio da editora Lote 42 e da Banca Tatuí.

Confira a programação completa:

Oficinas

Xilogravura

Orientação: Nori Figueiredo

A técnica da xilogravura permite a reprodução de imagens impressas a partir de uma matriz de madeira talhada com ferramentas de corte, como goivas, estilete ou laser. A tinta é depositada sobre o relevo da matriz com a utilização de um rolo de borracha. As impressões são feitas com o uso de prensas ou colheres de bambu e geram imagens espelhadas em relação ao desenho talhado na matriz.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, às 13h, 14h e 15h.
Como participar: Retirar senha 1 hora antes.
Duração: 60 minutos.

Encadernação

Orientação: Estela Vilela

A encadernação é a arte de dar forma e estrutura a publicações de qualquer natureza. É a espinha dorsal do livro. Pode ser feita com linha, cola, dobras e encaixes, permitindo uma infinidade de estilos e formas. O universo da encadernação também envolve a douração de livros, o conhecimento de papéis e revestimentos, como o couro e o pergaminho, e o manuseio de diversas ferramentas e utensílios, como os furadores, agulhas, bastidores, entre tantos outros.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, 13h, 14h, 15h, 17h e 18h.
Como participar: Retirar senha 1 hora antes.
Duração: 60 minutos.

Gravura em metal

Orientação: Nori Figueiredo

A calcogravura, ou gravura em metal, permite a reprodução de imagens impressas a partir de uma matriz metálica, geralmente de cobre, gravada com instrumentos de corte, como a ponta seca, ou ácidos capazes de corroer o material metálico. A superfície da placa é entintada e em seguida limpa, de forma que a tinta permaneça apenas nos sulcos da matriz. As impressões são feitas com o uso de prensas e geram imagens espelhadas em relação ao desenho gravado na matriz.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, às 17h e 18h.
Como participar: Retirar senha 1 hora antes.
Duração: 60 minutos.

Tipografia

Orientação: Heloisa Etelvina

A tipografia é um sistema de procedimentos e técnicas de composição e impressão. Abrange desde o desenho de letras e elaboração de matrizes de tipos móveis de chumbo ou madeira até o manuseio de ferramentas e máquinas de impressão, como o tira provas, prensas, prelos e guilhotinas. Com a tipografia é possível criar e compor textos literários, clichês ilustrativos, cartazes, composições artísticas, entre outros.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h.
Como participar: Oficina aberta, é só chegar.

Serigrafia

Orientação: Ricardo Sutto

A serigrafia é o processo de reprodução de imagens a partir de uma tela preparada através da qual se transfere a tinta sobre uma superfície com a utilização de um rodo. No processo podem ser utilizadas máscaras feitas de papel ou a partir de transparências e emulsão fotossensível, ou ainda aplicar a tinta diretamente sobre a tela. Dessa forma, determina-se o desenho que será transferido para o papel, seguindo o princípio do estêncil.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h.
Como participar: Oficina aberta, é só chegar.

Carimbos

Orientação: Gráficafábrica

Os carimbos são formas em relevo que podem ser impressos manualmente, com uma pequena pressão, sobre superfícies variadas. Podem ser produzidos com o uso de borrachas, madeira, superfícies texturizadas e até mesmo frutas e legumes, como a batata e a maçã. Suas impressões podem ser feitas com diversas tintas. É uma técnica acessível que permite a elaboração de composições fluidas e variadas.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h.
Como participar: Oficina aberta, é só chegar.

Estêncil

Orientação: Gráficafábrica

O estêncil é a técnica de impressão a partir do uso de máscaras que podem ser recortadas manualmente ou com o uso de máquina de corte a laser. Determina-se uma imagem ou texto que se quer imprimir e extrai-se o material de uma superfície de papel ou plástico por onde a tinta será transferida. Ao se posicionar o estêncil sobre a superfície escolhida, a impressão é feita por meio de rolinhos, sprays ou até mesmo pincéis com tintas variadas.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h.
Como participar: Oficina aberta, é só chegar.

Corte e dobra em papel

Orientação: Bruna Ximenes

As estruturas de corte e dobra podem ser muito variadas e permitem que, apenas com o uso de um estilete e dobradeira, estruture-se um papel plano em uma forma tridimensional. Ao explorar estes dois recursos de recorte e dobra é possível transformar folhas impressas em livretos que não exigem o uso de cola ou linha.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h.
Como participar: Oficina aberta, é só chegar.

Visita

PortoFabLab – Ateliê aberto

Durante o Tinta Fresca, o PortoFabLab estará aberto ao público. O laboratório conta com educadores e máquinas de fabricação digital para a realização de experimentos que criem um diálogo entre arte, inovação e novas tecnologias. Na visita, o público poderá conhecer os projetos já realizados, ver as máquinas em funcionamento e entender como foram criadas as peças usadas nas oficinas de estêncil, carimbo, serigrafia e xilogravura do Tinta Fresca.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h.
Como participar: Oficina aberta, é só chegar.

Shows

Luiz Gabriel Lopes e Aline Frazão 

Dois cantautores em um encontro inédito entre a música do Brasil e de Angola. Aline Frazão é angolana de nascença, espanhola de vivência e brasileira de influência. A cantora e compositora de 29 anos, fã de Chico Buarque e Djavan, tem três discos lançados, mesmo número de álbuns de Luiz Gabriel Lopes (membro da banda mineira Graveola). Admiradores do trabalho um do outro, eles sobem ao palco juntos pela primeira vez, para entoar canções de seus mais recentes trabalhos (Insular, dela, e Mana, dele) e versões para músicas de compositores angolanos e brasileiros.

Quando: Dia 14 de outubro, às 17h30.
Como participar: Show aberto, é só chegar.

Ruspô

Com dois álbuns lançados (Esses Patifes, 2013, e Dourados, 2016) o Ruspô fez pouquíssimas apresentações em sua trajetória. Nesta que será sua estreia em palcos paulistanos, a banda – projeto musical do jornalista Ruy Sposati – mostra ao vivo canções criadas a partir de samples, loops, colagens e instrumentos de software. Se na sonoridade o grupo mistura influências tropicais e brasileiras com música eletrônica, nas letras, Ruspô trafega por um Brasil árido e contemporâneo como se fizesse uma “etnografia musical”, especialmente da causa indígena, como escancara o título do segundo disco, uma referência à cidade matogrossense.

Quando: Dia 15 de outubro, às 17h30.
Como participar: Show aberto, é só chegar.

DJ DiMangaba

Durante os dois dias de Tinta Fresca, o duo DiMangaba, formado por Eduardo Lemos e Rafael Pucci, apresenta um set de dub, ska, funk americano e MPB.

Quando: Dias 14 e 15 de outubro, das 12h às 19h.
Como participar: Apresentação aberta, é só chegar.

[tab:END]

Quem vai de transporte coletivo pode usar o serviço gratuito de vans oferecido pelo Espaço Cultural Porto Seguro, a partir da Estação da Luz, saída José Paulino/Parque da Luz, durante todo o dia. Especialmente neste sábado, por causa do Tinta Fresca, as vans também passarão, a partir das 14h, pela Oficina Cultural Oswald de Andrade.

Site http://espacoculturalportoseguro.com.br
Redes Sociais: Facebook | Instagram

Compartilhe: