CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Chef cria receita de panetone saudável para o Natal

Por: Redação

Com as festas de final de ano e as desculpas para comer mais doces aumentam. Reuniões de família, troca de presentes e ceias são oportunidades perfeitas para deixar a dieta de lado. Mas a boa notícia é que a alimentação natural ganha cada vez adeptos e com isso variações gourmets capazes de transformar um panetone em uma obra de arte saudável que você pode fazer em casa.

A terapeuta natural e chef de eco gastronomia Juliana Paula de Sousa criou a receita (confira no fim da página) de um panetone com base na alimentação cru e viva, ou seja que, não vai ao fogo e com grãos germinados, que não leva nenhum tipo de ingrediente processado industrialmente. O doce vem das uvas passas, a massa do trigo germinado e o toque especial das cascas de laranjas entre outros segredos.

“Normalmente adapto ou crio receitas inspiradas nos pratos vegetarianos convencionais que gosto, como uma forma de encaixá-los à minha nova realidade alimentar. E para minha surpresa, o alimento cru e vivo não deixa nada a desejar, ao menos para o meu paladar, é claro”, afirma.

Adepta da “raw food” (alimentação crua), Sousa cria também bolos, tortas, sorvetes, pães, massas, iogurtes, queijos, risotos, biscoitos, doces, sanduíches, snacks, sopas, cremes, uma infinidade de delícias vivamente vegetarianas e saudáveis. “Não há limites para a criatividade. São pratos que desenvolvemos, adaptamos ou reproduzimos de outros grandes mestres da gastronomia crua e viva”.

A terapeuta também diz que vale lembrar que o sabor dessas preparações nem sempre se assemelha ao seu correspondente tradicional. “Porém são surpreendentemente saborosas e benéficas para nosso corpo, nossa mente, nossas emoções e por que não dizer, para nosso espírito”, afirma.

Desde 2008, Sousa vive experiências pessoais com alimentação viva e crua. Em 2009, participou de um curso com o doutor Alberto Gonzalez Peribanez e desde então, além de vivenciar a dieta em sua própria rotina, ministra workshops, escreve artigos e aplica o conhecimento em projetos sociais. “Fui adepta desta alimentação por 2 anos e depois parei. Mas logo percebi que era este o caminho que desejava seguir e agora pratico uma alimentação que varia entre 100 a 80% crua e viva”, conta.

A receita completa estará no livro “Alquimias do Amor, uma pitada de gastronomia, saúde e espiritualidade”, que ainda está em construção e deverá ser lançado em 2015.

Este livro trará informações referentes à energia sutil dos alimentos e técnicas de como germinar os grãos com elixir de cristais, cromoterapia, fitoenergética e musicoterapia”.

Quem estiver interessado nos cursos e quiser aprender a receita para esse Natal basta entrar em contato com Sousa por meio do Santuário de Harmonização Planetária, um espaço ecológico de terapias naturais localizado em Juquitiba, região metropolitana de São Paulo. O e-mail é santuariohp@gmail.com e o telefone (11) 98260-2190.

PANETONE CRU E VIVO *

*rendimento:  um panetone pequeno individual 

INGREDIENTES (escolha preferencialmente orgânicos):

1  – xícara de grãos de trigo germinado

2 – colheres de sopa de agave

1 – colher de sobremesa de passas de uva escura

1 – colher de sobremesa de passas de uva clara

1 – colher de sopa de nozes quebrada em pedaços pequenos

1 – colher de sopa de cascas de laranja trituradas

1 – colher de sobremesa de raspas de limão taiti

Raspas de 1/4 de uma fava de baunilha

Suco de tangerina ou laranja, se necessário

1 – cenoura como biossocador

1 – forma para panetone pequeno

PREPARO:

Para germinar o trigo: coloque 1 xícara de grãos de trigo sadios, previamente escolhidos, em um vidro suficientemente grande para que eles preencham apenas metade do recipiente. Tampe com um pedaço de tule e coloque um elástico para  vedar bem as laterais do tule.   Lave bem os grãos em água limpa, pelo menos umas 4 vezes. Mas não desperdice a água que está sendo descartada. Jogue-a em um balde ou bacia. Esta água pode ser reutilizada, por exemplo, na limpeza do chão ou em outras tarefas domésticas. Depois de lavar, preencha o  vidro com água filtrada e deixe repousar por 8 horas (não deixe ultrapassar 12 horas). Depois deste período, descarte a água (olha a ecologia, aproveite e molhe suas plantinhas ou a reutilize como melhor  lhe convir). Lave novamente –sempre reaproveitando a água– e deixe o vidro inclinado numa posição de 45°, como no escorredor de pratos, por exemplo. Sempre que necessário, molhe os grãos e descarte a água. Depois de algumas horas (que varia entre 8 horas ou mais, de acordo com o clima da sua localidade), surgirá um “narizinho” no grão.  Nesta etapa, ele já despertou para a vida, trazendo à tona toda sua energia vital num lindo processo de amor que só a Mãe Natureza  sabe fornecer.

Para preparar a casca da laranja: lave bem uma laranja madura e descasque-a. Deixe a casca de molho em um recipiente com água suficiente para cobri-la e tampe com um tule para que não entre insetos. Troque a água por 4 dias, uma vez ao dia. A água que será descartada pode ser reutilizada em receitas de limpeza ecológica e natural da casa. Depois de 4 dias, raspe com a ajuda de uma colher toda parte branca da casca e lave-a em água corrente (não se esqueça de reutilizar a água, como explicamos acima). Pique em pedaços bem pequenos e congele. Para utilizar na receita, descongele em temperatura ambiente.

Sugestão: germine os grãos de trigo e inicie o processo da casca de laranja no mesmo dia.

Fazendo o panetone:  Triture os grãos de trigo no liquidificador com a ajuda de uma cenoura (que chamamos aqui de biossocador ) até que fique bem moído. Coloque esta “pasta” de trigo em um recipiente que possa ser vedado e deixe na geladeira por 3 dias para fermentar. Depois desse período, espalhe a pasta de trigo em uma forma e deixe desidratar em fogo muito baixo (deixe o fogo do forno no mínimo e a porta ligeiramente aberta) até que fique mais firme, porém ainda macio. É necessário virar a massa de lado a cada hora. Esta etapa varia de acordo com seu equipamento e pode demorar 2 horas ou mais, fique de olho. Depois de ligeiramente desidratado, retire a massa e meça uma xícara. Com paciência e carinho, misture com as mãos os demais ingredientes até que fique o mais homogêneo possível. Utilize o suco de tangerina ou laranja, se necessário, para dar o ponto na massa. Caso necessite, utilize um processador de alimentos para ajudar a agregar os ingredientes. Acomode a massa na forma de panetone e deixe desidratar até formar uma “casca” firme por fora. Decore a gosto.

Compartilhe: