CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Escola ensina astronomia e astronáutica de forma lúdica

Colégio quer estimular estudantes a participarem de olimpíadas do conhecimento

Por: Redação

Uma escola em Taubaté, no interior de São Paulo, está usando a tecnologia para ensinar astronomia e astronáutica de maneira lúdica e moderna aos alunos.

Com recursos como tablets, óculos virtuais, bússolas e planetário móvel os estudantes do ensino fundamental II do Colégio Progressão, parceiro do Sistema de Ensino Poliedro, aprendem conteúdos como Sistema Solar, corpos celestes, fenômenos físicos.

Crédito: DivulgaçãoAlunos participam de oficina de foguete

A ação faz parte de um evento anual com objetivo de incentivar os alunos a participarem da Olimpíada Brasileira Astronomia e Astronáutica (OBA).

“O projeto tem trazido resultados tangíveis. Dos participantes dele e da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, nos dois anos consecutivos, 75% dos alunos evoluíram em suas notas ou as mantiveram”, diz a diretora do Colégio Progressão, Roberta Marcondes.

A recepção dos alunos para a ocasião é cuidadosamente planejada. Ao chegarem ao colégio, eles receberam uma espécie de passaporte, com dados pessoais e com um espaço destinado a um carimbo, conquistado a cada atividade desenvolvida, como objeto de recordação e certificação de que passaram por todas as etapas do projeto.

Os desenhos dos carimbos fazem referência às aulas/oficinas desenvolvidas. Atividade simples, mas de grande repercussão entre os alunos.

No ano passado, os alunos foram divididos em quatro grupos de anos escolares distintos, obtendo-se assim, equipes heterogêneas. Cada grupo recebeu um nome relacionado ao tema do evento, como Einstein, Steven Hawking, Marcos Pontes e Galileu.

Em 2018, os alunos obtiveram um resultado positivo na Olimpíada Brasileira Astronomia e Astronáutica. Foram oito medalhas conquistadas — duas prata e seis de bronze.

Compartilhe: