Escola usa cinema, HQs, seriados para ensinar língua portuguesa

Objetivo é formar não apenas crianças que gostem de ler, mas que amem o ofício de escrever

Por: Redação

Filmes, seriados, histórias em quadrinhos (HQs), vídeos de youtubers e outros conteúdos deixaram de ser apenas entretenimento e passaram a ser objeto de estudos em uma escola no interior do Rio de Janeiro.

No Centro Educacional Polegar, em Campos dos Goytacazes (RJ), os alunos do 1° ao 6° ano do ensino fundamental aprendem língua portuguesa com novas linguagens e formatos de mídias.

 Objetivo dos docentes do Centro Educacional Polegar é formar não apenas crianças que gostem de ler, mas que amem o ofício de escrever

O método segue os parâmetros da BBNCC (Base Nacional Curricular Comum), que aconselha educadores a trabalharem esta matéria com diferentes eixos (leitura, produção de texto, oralidade e análise semiótica) e campos de experiência.

“Partimos da premissa de que os conceitos a serem estudados podem estar presentes no seriado que mais gostam ou no filme que assistiram com os pais no cinema, e assim por diante”, diz Arthur Vivaqua, coordenador de planejamento da escola.

Um exemplo é a OLÉGrafia, que tem a intenção de formar não apenas crianças que gostem de ler, mas que amem o ofício de escrever.

Método segue os parâmetros da BBNCC (Base Nacional Curricular Comum)

A OLÉGrafia funciona nas modalidades curricular e extracurricular e é trabalhada uma vez por semana. As crianças exercitam habilidades como criatividade, curadoria de conteúdo, pensamento crítico, trabalho em equipe, dentre outras.

Ao final de 10 aulas, os estudantes terão desenvolvido uma série escrita, o roteiro de um curta-metragem ou até mesmo a composição de um jingle publicitário para um produto fictício que eles mesmos criarem.

Compartilhe: