10 coisas imperdíveis para fazer em Nova York no verão

Por: Pra Onde vai Agora? | Comunicar erro

O verão nos Estados Unidos acontece entre de 21 de junho a 23 de setembro e acredite: se você acha que só no Brasil o calor é intenso, pode ir mudando de ideia. Nova York, por exemplo, parece ser a sede oficial do calorão no país nesta época do ano.

Se você é apaixonado por calor e pretende visitar a Big Apple neste período, aproveite para fazer atividades que ganham um encantamento extra no verão. As dicas vão de passeios de barco a concertos ao ar livre.

Let’s go?

Confira nossa lista:

1 – Assista filmes ao ar livre

Desde 1992 quando a HBO começou a exibir filmes gratuitamente no Bryant Park, o cinema ao ar livre se tornou uma tradição anual de Verão na cidade. O local situado bem no coração de Manhatan possui wi-fi gratuito e é um dos preferidos para relaxar durante os dias de calor.

No Brooklyn, com vista para sua deslumbrante ponte, há o projeto “Movies With a View” (“Filmes com vista” em tradução livre) que, desde 2002, já empolgou, entreteve e emocionou milhares de espectadores e está entre os programas queridinhos dos moradores da cidade.

Outra opção charmosa para assistir um filminho pegando um vento no rosto é o SummerScreen. Ali no McCarren Park, localizado no badalado e moderninho bairro de Williamsburg, no Brooklyn, o evento recebe centenas de pessoas. Além de filmes, há food trucks com dezenas de opções gastronômicas e apresentações de bandas que animam o público antes de cada filme. Veja abaixo o clima delicioso do SummersCreen.

Ah! Tudo tem entrada gratuita!

2 – Experimente sorvetes deliciosos

Localizada em uma cativante casinha antiga bem pertinho da ponte do Brooklyn, a The Ice Cream Factory oferece sorvetes de sabores clássicos com coberturas capazes de fazer qualquer apaixonado por guloseimas suspirar. Os sorvetes do local são todos feitos com produtos naturais e há 15 sabores diferentes. Nos dias quentes há filas enormes na porta que comprovam a qualidade dos produtos do estabelecimento.

Outra boa pedida de sorvete delicioso para aliviar o calorão está no conhecido bairro oriental de Nova York. A Chinatown Ice Cream Factory existe desde 1978 e é mais uma opção muito popular entre os nova-iorquinos. Além de opções clássicas, o local oferece sabores exóticos como gergelim preto, feijão vermelho e pandan (um tipo de folha comumente encontrada na Malásia).

3 – Faça um passeio de balsa grátis

O ferry que sai do Battery Park, no sul de Manhattan, e vai para a Staten Island é grátis. Uma boa dica é fazer um bate e volta (25 minutos cada trecho) para aproveitar o ar fresco e tirar boas fotos da Estátua da Liberdade bem de pertinho. Esta balsa transporta gratuitamente os moradores de Staten Island para Manhattan, mas não é preciso ser um deles para aproveitar o transporte. A viagem de ida é a que passa mais perto da famosa estátua. Veja os horários aqui.

4 – Se refresque em uma praia urbana

Verdade, Nova York possui praias! Claro que não são exatamente como as que estamos acostumados no Brasil (repletas de belezas naturais), mas mesmo assim cumprem bem a missão de refrescar o calor. Para chegar a Brighton Beach pegue os trens B ou Q do metrô e para chegar à mais famosa praia da cidade, a Coney Island Beach, basta pegar as linhas D, F, N ou Q. O local foi cenário de filmes e vídeos clipes e ainda possui o Luna Park, garantia de diversão para adultos e crianças que gostam de rodas gigante e de outros brinquedos.

5 – Reme no lago do Central Park

Dentro do Central Park uma frota de 100 barcos a remo está disponível para aluguel a partir das 10h até o anoitecer. Os barcos custam 15 dólares por hora (somente dinheiro), com 4 dólares por adicional de 15 minutos. Cada barco tem capacidade para até 4 pessoas. Além disso ainda é possível passear em gôndolas ao melhor estilo veneziano. Este charmoso barco tem capacidade para até seis pessoas e pode ser alugado pelo valor de 45 dólares por meia hora com direito a gondoleiro. Veja mais informações aqui.

6 – Tome um drink nas alturas

Se você quer ir para Nova York e agir como os nova-iorquinos, um programa imperdível é conhecer um dos diversos bares localizados no alto de edifícios. Os chamados Rooftop Bars são atrações durante o ano inteiro, mas em dias de calor ganham mais adeptos em busca de bons drinks, brisa fresca, bom papo e, obviamente, paquera. Outra característica que não pode deixar de ser mencionada é que muitos destes estabelecimentos possuem uma vista deslumbrante da viagem e oferecem visão privilegiada do pôr do sol. Este é o caso do The Press Lounge situado no topo do Ink48 Hotel.

7 – Assista a apresentações musicais ao ar livre gratuitamente

O SummerStage é o maior festival gratuito de New York City. O evento apresenta artistas e gêneros que refletem diversas culturas em comunidades e parques dos cinco distritos da cidade (Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island). Além disso, todo ano a cidade de Nova York sedia dezenas de concertos que acontecem em diversos parques da cidade. Para se ter uma ideia do nível dos espetáculos, anualmente no verão a Orquestra Sinfônica de NY toca no Central Park atraindo centenas de espectadores. A instituição é uma das mais respeitadas do mundo e geralmente se apresenta em auditórios lotados.

8 – Faça um piquenique no parque

Um autêntico nova-iorquino adora aproveitar todas as possibilidades que o verão oferece. Juntar amigos, comprar gostosuras no mercado e sentar para comer na grama de algum parque da cidade é uma das atividades mais apreciadas pelos moradores. Portanto, copie os locais e se esbalde em uma tarde de sol e calor curtindo um piquenique.

9 – Coma em um restaurante próximo à água

O que é mais delicioso do que saborear uma boa comida curtindo a brisa fresca de um local bem pertinho da água? Pois com o termômetro nas alturas esta é uma ótima opção de passeio na cidade. Uma excelente pedida é o “The Frying Pan” que fica no bairro Chelsea. O restaurante-barco atracado no Pier 66, permite observar o Skyline da cidade acrescentando o Rio Hudson à paisagem. Outro local charmoso é o “La Marina NYC” que fica no Dyckman Marina. No local é possível tomar um drink observando o rio e apreciar uma comidinha gostosa no terraço do estabelecimento.

10 – Passeie no South Street Seaport

Pouco conhecido entre os turistas, o Distrito Histórico de Seaport está localizado ao sul de Manhattan – entre a ponte do Brooklyn e os prédios da Wall Street. Ideal para um passeio sem pressa, o local reúne lojas (de grife e sem), restaurantes, bares, cafés, food trucks e barraquinhas de artesanato, portanto se trata de um prato cheio para quem gosta de bater perna e observar ao redor. Além disso o local possui uma agenda de variados eventos como cinema ao livre, shows e feiras gastronômicas. Ali às margens do East River partem barcos que fazem passeios turísticos e barcos convencionais que levam ao Brooklyn. Ah! Para comprar ingressos da Broadway com desconto e sem filas ou muvuca, há uma loja da TKTS (aquela das escadarias vermelhas presente na Times Square) que quase sempre está vazia.

Como chegar à cidade

A Copa Airlines é uma empresa panamenha com sede na Cidade do Panamá, portanto, seus voos fazem conexão por lá, mais precisamente no Aeroporto Internacional Tocumen. Este também é o caso de quem viaja a Nova York.

Durante a troca de aeronave no Panamá, uma grande vantagem é que não é preciso se preocupar com a bagagem que segue direto ao destino final e nem sequer passar novamente pela imigração. Portanto, qualquer tempo livre no aeroporto pode ser gasto passeando entre as diversas opções de lojas do incrível Duty Free do aeroporto.

Mais informações: www.copaair.com

Por Tuka Pereira, do blog Pra Onde Vai Agora?

Compartilhe:

Autor: Pra Onde vai Agora?

Se desta vida não se leva nada, vamos sair pelo mundo e coletar memórias de lugares maravilhosos! Pra onde você vai agora?

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Pra Onde vai Agora? da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.