A exposição “Canudos - Memória do Mundo” apresenta ao público, a partir do dia 15 de novembro, as fotos de Flávio de Barros, fotógrafo contratado pelo exército, que fez os únicos registros visuais existentes da Guerra de Canudos. A exposição acontece no Palácio do Catete, de terça a sexta-feira, das 10h às 17h e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h, com entrada gratuita.

A abertura da mostra está prevista para as 11h do próximo dia 15 de novembro, data da proclamação da República e aniversário do museu, que estará completando 52 anos de existência. A exposição fica em cartaz até o dia 15 de janeiro.

A exposição contará também com um módulo onde serão exibidos vídeos, músicas, livros e várias interpretações da revolta. No dia 27 de novembro, está programada a exibição do filme “Guerra de Canudos”, de Sérgio Rezende, na Sala Multimídia do Museu, a partir das 18h, com entrada franca.

1/3

Crédito da imagem: Flávio de Barros

2/3

Crédito da imagem: Flávio de Barros

3/3

Crédito da imagem: Flávio de Barros

  • Crédito da imagem: Flávio de Barros

    Flávio de Barros

    1/3

  • Crédito da imagem: Flávio de Barros

    Flávio de Barros

    2/3

  • Crédito da imagem: Flávio de Barros

    Flávio de Barros

    3/3

A Revolta de Canudos é um dos episódios mais marcantes da História do Brasil. O movimento, liderado pelo Beato Antônio Conselheiro entre 1896 e 1897 no sertão baiano, só foi derrotado na 4ª expedição das tropas do exército, quando foi massacrado pelo bombardeio dos soldados.

O arquivo de fotos de Flávio Barros, 69 ao todo, foi contemplado pela Unesco com o registro de Memória do Mundo, por sua importância para a memória coletiva da formação da sociedade brasileira.

“Canudos - Memória do Mundo”

15 Nov
a
15 Jan

  • Qui 15/11
    • das 11:00 às 17:00
  • de 16/11 a 15/01
    • Terças, Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 17:00
    • Sábados e Domingos das 14:00 às 18:00

Museu da República - Palácio do Catete
Rua do Catete, 153 Catete Rio de Janeiro - RJ (21) 3235 3693
Catraca Livre