O café era no Boulevard Montparnasse, os atores, Humphrey Bogart e Ingrid Bergman. Ali foi proferida uma das mais célebres frases do cinema mundial: “Nós Sempre Teremos Paris”, agora usada como nome da peça de Artur Xexéo e direção de Jacqueline Laurence. O repertório romântico francês do século XX é resgatado no musical que tem apresentação única hoje, 18/12, às 20h30 na Arena Madureira.

Divulgação

Créditos: Divulgação

Françoise Forton e Luiz Nicolau cantam canções francesas que ajudam na narrativa

Entre encontros e desencontros, os atores cantam, acompanhados de 3 músicos ao vivo, 16 canções que vão de Maurice Chevalier a Gilbert Bécaud, passando por Charles Trenet e Sylvie Vartan. Na peça, as personagens tiveram um encontro casual durante uma viagem de turismo a Paris, passaram uma tarde juntos e perceberam que tinham vários interesses em comum. Se separaram. Vinte anos depois eles voltam ao mesmo café onde se conheceram na expectativa de um reencontro e de, enfim, retomar o que poderia ser uma história de amor.

Nós sempre teremos Paris

18 Dez
Arena Carioca Fernando Torres (Madureira)
Rua Bernardino de Andrade, 200 Turiaçu - Norte Rio de Janeiro - RJ (21) 3495-3093
Catraca Livre