Museu de Arte Moderna do Rio recebe obra nunca antes levada a público, concebida pelo pintor Candido Portinari (1903-62), um dos ícones da pintura no século 20 no Brasil. Trata-se do painel "Bodas de Caná", realizado entre 1956 e 1957, realizado quase na mesma época em que o artista compôs o famoso "Guerra e Paz", que fica na sede da ONU.

A obra em questão estava em posse de Edméa de San Tiago Dantas, viúva de Francisco Clementino San Tiago Dantas (1911-64) que, além de amigo do pintor, foi jurista, escritor, ministro das relações exteriores (1961-1962) e da Fazenda (1963-1964) no governo Goulart e diretor do MAM-Rio. Edméa faleceu em 2010 e, em seu testamento, deixou o painel para o museu.

"Bodas em Caná" fica exposto entre 14 de setembro e 19 de novembro no foyer do térreo, com o mesmo valor de entrada já praticado no museu: R$ 14 e R$ 7 a meia.

Créditos: Rafael Adorjin

"Bodas de Caná" possui 4,08 m de largura

O painel “Bodas de Caná” se somará a outras dez obras de Candido Portinari pertencentes às Coleções MAM: a própria e a de Gilberto Chateaubriand/MAM Rio de Janeiro.

“Bodas de Caná” retrata o primeiro milagre da vida pública de Jesus, quando ao acabar o vinho em uma festa de casamento, transformou, a pedido de sua mãe Maria, a água em vinho. Os personagens a sua volta expressam espanto e louvor.

Francisco Clementino de San Tiago Dantas (1911-1964), amigo do artista, foi quem encomendou a obra para a sala de jantar de sua residência na zona sul do Rio de Janeiro. A pintura a têmpera sobre madeira, com os traços característicos de Portinari, mede 170,7cm x 408,7cm e permaneceu por 60 anos junto à família de San Tiago Dantas. Clicando neste link, é possível ler a carta de San Tiago Dantas ao pintor tratando da obra.

1/2

Crédito da imagem: Rafael Adorjin

Painel de Portinari é levado ao público pela primeira vez

2/2

Crédito da imagem: Rafael Adorjin

Obra passou por restauro até chegar às paredes do MAM

  • Crédito da imagem: Rafael Adorjin

    1/2

    Painel de Portinari é levado ao público pela primeira vez

  • Crédito da imagem: Rafael Adorjin

    2/2

    Obra passou por restauro até chegar às paredes do MAM


Mais arte no Rio:

Roteiro: como visitar 9 museus do Rio sem pagar nada

Bodas de Caná

14 Set
a
19 Nov

De 14/09 a 19/11:   Sábados e  Domingos das 11:00 às 18:00  Terças,  Quartas,  Quintas e  Sextas das 12:00 às 18:00

MAM Rio - Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
Avenida Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo Parque do Flamengo - Sul Rio de Janeiro - RJ (21) 3883-5600
Estação Cinelândia
R$ 14; R$ 7 (meia-entrada)