Explorando o diálogo entre artes cênicas, música, artes plásticas e literatura, a falta de tempo, conhecido drama contemporâneo,é o tema central da peça infanto-juvenil, “Momo e o Senhor do Tempo”, em cartaz no Oi Futuro - Flamengo, até dia 02 de fevereiro.

Divulgação

Créditos: Divulgação

História de Momo, uma menina orfã que mora nas ruínas de um anfiteatro, e seus amigos

O espetáculo tem direção de Cristina Moura e é uma adaptação do romance do escritor alemão Michael Ende, autor do clássico "A História sem Fim", com roteiro de Cristina Moura e Renata Mizrahi.  A montagem faz perguntas e dialoga com a plateia enquanto conta a história de Momo e seus  amigos na luta contra os Homens Cinzentos, que roubam o tempo das pessoas, fazendo com que elas passem a fazer tudo com pressa. Além disso, a peça faz uma apologia à criatividade, à imaginação e à importância das amizades, abordando de forma lúdica a aceleração do tempo.

Momo e o Senhor do Tempo

08 Dez
e
03 Fev

  • de 08/12 a 03/02
    • Sábados e Domingos às 16:00

Oi Futuro Flamengo
Rua Dois de Dezembro, 63 Flamengo - Sul Rio de Janeiro - RJ 4003-2330
R$15