Projetada pelo arquiteto francês Christian de Portzamparc, a Cidade das Artes foi erguida no Trevo das Palmeiras, Cebolão, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, no entroncamento da Avenida das Américas com a Avenida Ayrton Senna.

O local abriga duas salas de espetáculos (Grande Sala e Teatro de Câmara) e 21 espaços multiuso compostos por três cinemas (dois de 150 e um de 300 lugares), galeria de arte, salas de ensaio, salas de aula, sala de leitura, lojas, cafeteria e restaurante.

Com três níveis sobrepostos entre os planos horizontais de acesso, da esplanada e da cobertura, a construção de concreto aparente é cortada por grandes espaços abertos que recebem iluminação natural e descortinam uma ampla vista para a Barra da Tijuca.