O palacete da Rua São Clemente tem a fidalguia de uma residência lusitana do século XVIII. Chama a atenção de quem passa e parece um patrimônio secular. Porém, a residência do cônsul de Portugal no Rio é mais recente do que se supõe. Erguida com o apoio da comunidade portuguesa no país para servir de embaixada, a mansão foi concluída apenas em 1961.