Terraço Cultural do Museu de Favela (MUF) do Rio de Janeiro é um projeto viabilizado com o apoio da AECID (CAP). A ONG MUF integra moradores das comunidades do Pavão-Pavãozinho e do Cantagalo e desenvolve projetos, parcerias, oficinas, cursos, eventos, criação de redes cooperativas e festivais culturais com o objetivo de transformar o morro em um monumento turístico carioca. O Museu de Favela é o primeiro museu territorial de favela do mundo, onde residem mais de 20 mil pessoas, classificado como Ponto de Memória modelo, no âmbito do Instituto Brasileiro de Museus.