O Teatro Odylo Costa, filho, cuja capacidade é de 1.106 espectadores, tem projeto arquitetônico de Luiz Paulo Conde e Flávio Marinho Rego, projeto acústico de Roberto Thompson Motta e projeto cênico de Fernando Pamplona. Trata-se de um espaço com acústica privilegiada e palco com excelentes dimensões, com visibilidade perfeita de qualquer lugar da plateia, além de apresentar muitas outras qualidades técnicas que o tornam um dos melhores espaços cênicos do Rio de Janeiro.

Ao longo dos anos, em seu palco, se apresentaram grandes nomes do teatro, da música e da dança. O Teatro Odylo Costa, filho, em 2010, passou a abrigar a Orquestra Sinfônica Brasileira que ali realiza ensaios e apresentações abertas ao público.