Últimas notícias:

Loading...

5 (maus) hábitos que podem estragar seus dentes

Tem gente que rói as unhas, morde os lábios ou leva a caneta à boca em momentos de ansiedade. Tem quem chupe o dia todo balas de hortelã para ficar com bom hálito ou abuse do limão para afastar a chance de resfriados.

“Qualquer um desses maus hábitos pode estragar os dentes e comprometer a beleza de um sorriso”, alerta a dra. Tatiana Guzzo, especialista em estética do Instituto Bibancos de Odontologia.

PathDoc/Shutterstock

Na lista de consequências, estão desgaste do esmalte, lábios rachados e, no extremo, problemas na oclusão (encaixe correto da arcada superior com a inferior), só corrigido com uso de aparelho.

Por isso, antes de levá-los à boca, analise as consequências:

Roer unhas – Essa mania desgasta a ponta dos dentes, deixando-os mais sensíveis. E é capaz de provocar a redução do tamanho dos dentes, comprometendo a estética.

Caneta na boca – Mais do que desgastar os dentes, o movimento contínuo de alavanca provoca a “mordida aberta” (quando dentes superiores não tocam os inferiores).

Apertar ou morder os lábios – Fazer isso o tempo todo, além de machucar os lábios, altera a mastigação, a deglutição e a fala, deixando-os irritados e rachados.

Chupar limão – Extremamente ácido, consumi-lo puro e exageradamente aumenta, em muito, as chances de erosão no esmalte dos dentes e de expor a dentina.

Chupar balas de hortelã – Esse hábito de passar o dia todo com uma bala na boca, muitas vezes parada embaixo da língua, pode queimar a mucosa e provocar uma lesão parecida com a afta.

Em parceria com Instituto Bibancos

O Instituto Bibancos de Odontologia, com sedes em São Paulo e no Rio de Janeiro, é uma clínica que há 30 anos oferece serviço transdisciplinar em odontologia. Foi fundado por Fabio Bibancos, cirurgião-dentista graduado pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), especialista em Odontopediatria e Ortodontia, mestre e doutor em Saúde Coletiva, coordenador da Escola do Pensamento em Saúde e presidente voluntário da OSCIP Turma do Bem, hoje a maior rede de voluntariado especializado do mundo, que já beneficiou 56 mil crianças e jovens carentes com graves problemas bucais.

Compartilhe:

?>