Americano é infectado por coronavírus 2 vezes em menos de 2 meses

Caso reforça a necessidade de continuar seguindo as medidas de proteção mesmo após ter tido covid-19

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Um americano de 25 anos é o quinto caso de reinfecção pelo novo coronavírus no mundo. Ele contraiu a doença pela segunda vez em menos de 1 mês e meio após ter se recuperado da primeira infecção.

De acordo com os médicos, seu quadro de saúde na segunda vez foi mais grave. O jovem não tinha qualquer problema imunológico ou outra doença anterior. O caso foi relatado na revista científica Lancet Infectious Diseases.

infectado segunda vez coronavírus
Crédito: BlackJack3D/istockJovem é o quinto caso a ser infectado pelo coronavírus pela segunda vez

Até então, acreditava-se que uma possível segunda reinfecção pudesse ser mais branda, já que o corpo teria aprendido a combater a doença da primeira vez. Porém, esse caso e outro do Equador mostraram o contrário. Ambos os pacientes enfrentaram sintomas mais agravados na segunda vez.

Uma possível explicação é que eles tenham sido expostos a uma carga viral maior.

Por meio de uma análise genética, os cientistas descartaram que o vírus tenha ficado adormecido e acordado na segunda vez. Eles constataram que as infecções foram causadas por duas cepas diferentes do coronavírus.

Os casos de reinfecção, embora raros, põem em dúvida a questão da imunidade e reforçam a necessidade de seguir as medidas de prevenção mesmo após já ter tido a doença.

“Ainda há grande ignorância sobre as infecções por SARS-CoV-2 e a resposta do sistema imunológico, mas nosso trabalho mostra que uma infecção anterior não protegeria necessariamente contra uma infecção futura”, apontou o professor Mark Pandori, principal autor do estudo.

Prevenção

Lavar corretamente as mãos, usar álcool gel, evitar aglomerações e usar máscaras são ainda as medidas de segurança mais recomendadas. Enquanto não surgir uma vacina segura e eficaz, esses cuidados continuam necessários mesmo entre aqueles que já tiveram a covid-19.

Compartilhe: