CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Coronavírus impacta os diagnósticos precoces de câncer, alertam especialistas

Médicos esperam um aumento na mortalidade nos próximos meses ou anos em decorrência de tumores avançados

Por: Redação

A pandemia do novo coronavírus está impactando nas descobertas precoces de câncer, segundo alertou o encontro anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO) 2020 ou American Society of Clinical Oncology – um dos eventos mais importantes da Oncologia.

Os especialistas chamaram atenção para o fato de – em razão da pandemia – as pessoas estarem adiando consultas médicas de rotina, o que pode retardar os diagnósticos de tumores.

“É preocupante esse cenário, pois sabemos que o diagnóstico tardio diminui as chances de sobrevivência dos pacientes oncológicos. Então, o que podemos esperar, infelizmente, é um aumento na mortalidade nos próximos meses ou anos”, alerta o fundador e presidente do Conselho de Administração do Grupo Oncoclínicas, Bruno Ferrari.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


As Sociedades Brasileiras de Patologia e de Cirurgia Oncológica indicam que, desde o início da pandemia, ao menos 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados com câncer. E só em abril, cerca de 70% das cirurgias de câncer foram adiadas.

Os dados são resultado dos cancelamentos de procedimentos não urgentes, como exames, consultas e cirurgias, além da recusa de pacientes com a doença ou sintomas em procurar um hospital ou clínica por medo de contraírem o coronavírus.

câncer coronavírus
Crédito: Tomas Ragina/istockPandemia retarda diagnósticos de câncer

Outra preocupação, segundo Ferrari, é que com a interrupção do tratamento, mesmo sem a recomendação médica para tal. Ele ainda chama a atenção para os casos de pessoas que nem sequer iniciaram por medo de se contaminarem com a covid-19. “Há relatos internacionais de que pacientes não puderam fazer o acompanhamento ideal, principalmente em hospitais que ficaram saturados com os pacientes da covid”, comenta Bruno Ferrari.

O especialista lembra que a pandemia, além de estar afetando profundamente o atendimento ao paciente, os resultados disso tudo podem durar muito tempo após o término da crise.

“Oncologistas e seus pacientes enfrentam neste momento o desafio de descobrir a melhor forma de combater os dois inimigos: o câncer e o coronavírus. É importante que essas dúvidas sejam compartilhadas e discutidas em todas as esferas para que possamos ter um olhar que não deixe de lado a linha de cuidado oncológico. O câncer não espera”, diz o médico.

Banco de sangue para cirurgias oncológicas

A pandemia do novo coronavírus também tem outro efeito negativo: a queda na doação de sangue. Em São Paulo, mesmo com a redução no número de cirurgias, o IBCC Oncologia faz um apelo emergencial para os doadores.

De acordo com a instituição, antes da pandemia, a média era de 40 doadores por dia, nas últimas semanas, menos de 10 pessoas a cada dia tem procurado o banco de sangue.

Quem puder e quiser doar sangue para o IBCC, pode ligar para o telefone (11) 3474-4280 ou entrar em contato pelo WhatsApp (11) 99366-4030. Veja mais detalhes neste link: doções para o IBCC.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.