Doria diz que vacinação contra covid-19 pode começar em novembro

Caso vacina chinesa não apresente nenhum efeito colateral grave, será liberada para uso ainda este ano

Por: Redação

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta terça-feira, 4, que é possível que até fevereiro de 2021 toda a população brasileira já está imunizada contra a covid-19. Para isso, a vacinação começaria em novembro. Isso, claro, se os testes comprovarem sua segurança. A declaração foi feita em uma entrevista à Radio Bandeirantes.

“Tudo indica que já estaremos com uma imunização plena, da totalidade da população brasileira, até o fim de fevereiro. Olhando sempre com olhar otimista, realista”, disse.

Os profissionais da saúde serão os primeiros a serem vacinados, segundo o governador. Depois, pessoas dos grupos de risco. Na sequência, as forças policiais. E por fim, a população como um todo.

vacina chinesa coronavac pode ser liberada no fim do ano
Crédito: Divuglação/Governo do Estado de São PauloVacina chinesa CoronaVac pode começar a ser aplicada em novembro, segundo Doria

#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Doria também comentou que o Instituto Butantan, que tem parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac para a produção da vacina Coronavac, também pode ajudar a produzir outras vacinas que demonstrarem ser seguras, como a de Oxford, que é uma das mais promissoras, segundo a OMS.

Coronavac

A vacina chinesa Coronavac está sendo aplicada em 9 mil voluntários, na última etapa dos ensaio clínicos em 12 centros de pesquisas do país. Essa última fase de testes vai conferir a produção de anticorpos e a segurança do imunizante. Caso os voluntários não apresentem nenhum efeito colateral grave, ela pode ser liberada para uso na população.