Em alerta, Brasil prepara rede de saúde para coronavírus

Apesar de descartar 5 casos suspeitos, Ministério da Saúde instalou Centro de Operações de Emergência

Por: Redação

A doença respiratória causada por um novo coronavírus na China colocou as autoridades brasileiras em alerta. Nesta quarta-feira, 22, o Ministério da Saúde instalou o Centro de Operações de Emergência (COE) – Coronavírus. O comitê tem como objetivo preparar a rede pública de saúde para o atendimento de possíveis casos no país.

A pasta informou que tem realizado monitoramento diário da situação junto à Organização Mundial da Saúde (OMS) e descartou cinco casos suspeitos.

Quais os sintomas e tudo o que se sabe até agora sobre o coronavírus

comitê contra coronavírus
Crédito: Luís Oliveira/Ministério da SaúdeComitê se prepara para atuar no caso da entrada do vírus em território brasileiro

O coronavírus já causou 17 mortes e infectou mais de 500 pessoas na China. Também há registros de casos nos Estados Unidos, Japão, Tailândia, Taiwan e Coreia do Sul.

É considerado como caso suspeito, paciente com febre, tosse e dificuldade para respirar. Além disso, o paciente precisa ter viajado para área com transmissão ativa do vírus nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas.

mulheres chinesas usando máscara
Crédito: Spondylolithesis/istockCoronavírus se espalha em ritmo acelerado na China

O que são os coronavírus

Os coronavírus fazem parte de uma família viral e causam uma variedade de doenças em animais e humanos, desde gastroenterites até infecções respiratórias potencialmente letais.

O tipo de vírus que vem se espalhando na China, nomeado temporariamente “2019-nCoV”. não havia sido  identificado anteriormente em seres humanos.

A principal suspeita é que esse novo vírus se originou em um mercado de frutos do mar em Wuhan. O local  está fechado desde o início do ano.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), que investiga o surto, informou que os sinais clínicos relatados pelas pessoas infectadas são parecidos com os de um resfriado, com febre, dificuldade em respirar e lesões nos pulmões.

Orientações de prevenção

Entre as medidas básicas para se evitar o risco de infecções respiratórias agudas, estão: evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas e realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes.

Com informações da Agência Saúde.


Imagem Carnaval Sem Assedio

Compartilhe:

1
Coronavírus: Brasil está pronto para lidar com a doença, diz ministro
O Ministério da Saúde confirmou na quarta-feira, 27, o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil. O paciente é um …
2
Coronavírus: doença pode se tornar uma epidemia no Brasil?
Desde os primeiros rumores do surto de coronavírus na cidade de Wuhan, na China, em dezembro, uma enxurrada de informações …
3
Brasil registra primeira suspeita de coronavírus
Em nota, a Secretária de Saúde do Estado de Minas Gerais confirmou a primeira suspeita de coronavírus, doença misteriosa que …
4
Doença desconhecida preocupa médicos e autoridades na China
Uma pneumonia viral e com causas desconhecidas tem despertado a atenção de médicos, especialistas e autoridades na cidade Wuhan, região …
5
Fone de ouvido: o que ele pode causar na sua audição
Segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 50% da população entre 12 e 35 anos corre o risco …
6
Câncer de próstata: saiba o que é e como se prevenir da doença
O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os brasileiros. De acordo com informações do …
7
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose.Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
8
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores.Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …