EUA estão em alerta para um novo pico de doença paralisante

Além da preocupação com o novo coronavírus, os americanos estão vigilantes para outra doença que ameaça as crianças

Por: Redação

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, alertou os pais para uma possível nova onda de uma doença paralisante que afeta principalmente as crianças menores de 5 anos. Acredita-se que a condição rara conhecida como mielite flácida aguda (AFM) seja causada por um vírus da família da poliomielite, que ataca a medula espinhal, levando à fraqueza dos músculos e à paralisa.

O pico de novos casos é aguardado entre agosto e novembro nos EUA. Por razões pouco conhecidas, a doença neurológica volta a aparecer a cada dois anos, geralmente no outono. O último grande surto, em 2018, atingiu pelo menos 238 crianças, deixando algumas permanentemente paralisadas.

Além da paralisia, a doença pode gerar complicações com risco de vida por insuficiência respiratória, segundo o alerta do CDC.

menino no médico
Crédito: O_Lypa/istockDoença rara causa paralisia nos membros

Mielite flácida (AFM)

A doença paralisante, que afeta principalmente crianças, é provavelmente causada por enterovírus, principalmente o EV-D68. A AFM começa com um resfriado (com tosse, febre e espirro) e logo depois o sistema nervoso é atacado, o que causa um formigamento e eventualmente paralisia de um ou mais membros.

Paciente diagnosticados com a doença também apresentaram fraqueza, doenças respiratórias, fala arrastada e dificuldades de engolir e de respirar.

A análise de dados dos últimos anos indica que a doença é mais comum em pessoas abaixo dos 18 anos (90% dos casos), mas a média da idade dos pacientes é de 4 anos.

Segundo o CDC, a doença é uma emergência médica, e os pacientes devem ser hospitalizados e monitorados caso progridam para insuficiência respiratória. O reconhecimento imediato e a ação imediata dos médicos são fundamentais para que o caso não se agrave.

Compartilhe: