Justiça suspende decretos de flexibilização da quarentena no Rio

Caso as medidas sejam descumpridas, Witzel e Crivella pagarão multa de R$ 50 mil

Por: Redação
Crédito: PMRJ/FotosPúblicasUsuários circulam com máscara por terminal de BRT no Rio de Janeiro

A flexibilização da quarentena contra o avanço do novo coronavírus no Rio de Janeiro está suspensa. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 8, pelo Tribunal de Justiça, a pedido do Ministério Público e da Defensoria Pública do estado, depois que foi implementada a primeira fase do plano de reabertura da cidade do Rio e do retorno às atividades de shoppings e comércio.

O juiz Bruno Bodart da Costa, da 7ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça, afirmou que os decretos de reabertura da economia estão suspensos “até que seja apresentada a análise de impacto regulatório”. Ele também marcou uma audiência com secretários do estado e do município da Saúde para tratar do tema.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Caso as medidas sejam descumpridas, o governador do estado, Wilson Witzel, e o prefeito, Marcelo Crivella, pagarão multa de R$ 50 mil.

O magistrado ressaltou que sua decisão pretende evitar o “risco de grave dano irreparável”, já que o “relaxamento inadequado das medidas de isolamento social pode causar uma aceleração do contágio por Covid-19 de difícil reversão, mesmo que as restrições voltem a ser estabelecidas posteriormente”.

Bodart também determinou que o estado fiscalize o cumprimento das medidas de isolamento social de forma coordenada com os municípios e requereu estudos técnicos que justifiquem os plano de reabertura.

Nem o governo nem a prefeitura comentaram a decisão até o momento.

 

Compartilhe: