Últimas notícias:

Loading...

Mulher tira folga para cuidar da mente e reação do chefe espanta

Por: Redação

A ideia de que precisamos cuidar de nossa saúde mental tanto quanto a do corpo cresce cada vez mais. Porém, se quando nos sentimos mal fisicamente há justificativa para ficar uns dias afastados do trabalho, o mesmo nem sempre acontece quando o que não vai bem é a nossa mente.

Sentindo que precisava de uma pausa, a desenvolvedora web enviou e-mail a sua equipe avisando que folgaria para cuidar da saúde mental

A norte-americana Madalyn Parker teve uma atitude que ajuda a quebrar o estigma sobre a necessidade de um tempo para cuidar da saúde mental  e está fazendo sucesso nas redes sociais, como aponta matéria da ATTN.

Sentindo que estava precisando de uma pausa, a desenvolvedora web enviou o seguinte e-mail a sua equipe: “Olá, time! Eu vou tirar hoje e amanhã de folga para focar na minha saúde mental. Espero voltar na semana que vem renovada e 100% recarregada. Obrigada”.

Mas o sucesso da história de Madalyn não se deve só a sua atitude. O CEO da empresa em que ela atua, Ben Congleton, respondeu ao e-mail. Você arrisca um palpite sobre o tom da resposta dele?

Crédito: Getty ImagesO CEO da empresa em que ela atua, Ben Congleton, respondeu ao e-mail

“Oi, Madalyn. Eu gostaria de te agradecer pessoalmente por mandar um e-mail como este. Toda vez que você o faz, eu os uso como lembretes da importância de usar dias de folga também para a saúde mental. Eu não acredito que isso não seja uma prática comum em todas as organizações. Você é um exemplo para todos nós, ajudando a cortar o estigma para que seja possível para todos nós darmos 100% no trabalho”, disse Ben.

Pela resposta, é de se imaginar que a empresa tem uma cultura mais aberta, mas mesmo Madalyn se surpreendeu com a resposta do chefe e resolveu compartilhar a imagem do e-mail em seu Twitter.
“Quando o CEO responde ao seu e-mail pedindo licença para cuidar da saúde mental e reafirma a sua decisão”, intitulou o post.

O post – de 30 de junho- teve até o momento 13.687 Retweets 40.038 curtidas.

As pessoas também aproveitaram para dar seus depoimentos sobre casos similares, mas que nem sempre terminaram tão bem:

“Eu tirei uma tarde de saúde mental em meu último trabalho e recebi uma documentação agressiva sobre a cobertura de saúde mental em nosso plano de saúde”, disse Janie Clayton .

Já este internauta invejou Madalyn pelo CEO que tem: “Concordo. ‘Eu quero sair com a família’ e ‘Preciso me separar dos estressores’ são coisas bem diferentes. Eu quero que o meu CEO seja como o seu.

Bem diz que não esperava que sua resposta fosse gerar tanta exposição, mas fica feliz que a história de Madalyn tenha tido um impacto positivo: “É 2017. Não posso acreditar que ainda é controverso falar sobre saúde mental no local de trabalho quando 1 em cada 6 americanos são medicados para a saúde mental”, concluiu.

Trabalho é a principal causa de estresse entre as pessoas

Um estudo feito pela Mind, instituição inglesa beneficente que auxilia cerca de 250 mil indivíduos com distúrbios mentais anualmente, descobriu a causa número um de estresse na vida das pessoas: o trabalho.

A organização ouviu dois mil voluntários e descobriu que os problemas e reclamações referentes à vida profissional superavam o impacto de situações estressantes enfrentadas diante de problemas de saúde ou financeiros.

A pesquisa apontou que 34% dos indivíduos consideravam o trabalho o fator mais estressante de suas vidas. Problemas de saúde eram a principal preocupação de 17% deles e dificuldades financeiras representavam o maior responsável pelo estresse de 30% deles.

Em casos mais graves, um ambiente de trabalho estressante levou desencadeou ansiedade em 18% dos entrevistados e 7% deles chegou a pensar em suicídio.

O estresse também pode ser um fator para desencadear ou piorar maus hábitos de saúde, como a ingestão excessiva de álcool, cigarros, má alimentação, falta de exercícios e abuso de remédios. Essas atitudes podem desencadear diversos problemas físicos.

Os dados mostram que muitas que um a cada cinco indivíduos fica doente por conta do estresse, mas 90% deles deram diferentes razões aos superiores para justificar a falta.

O Minha Vida, parceiro do Catraca livre, traz mais informações sobre o estudo e ainda dicas de como diminuir o estresse no dia a dia. Leia mais.

Compartilhe: