Natureza contra a depressão

Por: Jacqueline Cordeiro Comunicar erro

A depressão é uma das doenças mais comuns do mundo moderno em grandes cidades. Um dos fatores que podem agravar esse estado ou até mesmo desencadeá-lo é a falta de contato com a natureza e a urbanização descontrolada.

Uma pesquisa realizada por especialistas das Escolas de Medicina e de Artes e Ciências da Universidade da Pensilvânia, confirmou a relação entre os efeitos do contato com a natureza, ou a falta dele, e a depressão.

No estudo, os pesquisadores selecionaram moradores da Filadélfia que viviam próximos a terrenos abandonados e que já faziam parte de um programa de revitalização promovido pela ONG: The Pennsylvania Horticultural Society.

Crédito: IstockEUA: voluntários plantam em terreno antes abandonado na Filadélfia

Terrenos baldios com lixo e mato vizinhos às suas residências foram revitalizados através da limpeza e cultivo de hortas. As entrevistas foram feitas antes e depois dos procedimentos acontecerem e os resultados foram surpreendentes: pessoas que vivem em um raio de até 400 metros das “áreas verdes” têm 41,5% menos chances de desenvolver depressão do que aquelas que vivem próximas a áreas abandonadas.

Outro estudo da mesma equipe verificou a redução de 29% de casos de agressão com armas nas áreas revitalizadas e diminuição de estresse e violência em geral.

Outros dados impressionantes se somam: casos de depressão entre pessoas que vivem em bairros abaixo da linha de pobreza caíram 68% depois das áreas vizinhas à suas casas serem limpas e cultivadas.

O periódico acadêmico “Frontiers in Psychology” divulgou resultados de outra pesquisa que se relaciona diretamente com as observações feitas na Filadélfia: caminhar ou permanecer em um local próximo à natureza por 20 minutos faz despencar os níveis de cortisol no sangue, mais conhecido como o “hormônio do estresse”.

Enfim a natureza é um santo remédio!

Aproveite essas informações e contribua de alguma forma para diminuir a depressão, a violência e o estresse em sua comunidade ou bairro.

Procure iniciativas que já existem, convide mais gente para pensar e mãos à obra!

Crédito: Istock 

Use sua critatividade e senso de coletividade para promover a saúde ao seu redor.

Por: Jacqueline Cordeiro

1 / 8
1
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
2
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
3
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
4
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
5
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
6
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
7
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
8
03:59
Quais sintomas o álcool pode trazer?
O álcool é usado mundialmente, desde a antiguidade. Mas como saber se o seu uso, está nos afetando? Hoje, o Dr. …