OMS eleva risco internacional de contaminação pelo coronavírus

Número de mortes e de pessoas infectadas pelo novo vírus não para de crescer

Por: Redação

Depois de considerar moderado o risco internacional de contaminação pelo novo coronavírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) o corrigiu para elevado e informou à agência de notícias AFP que houve um “erro de formulação” nos relatórios anteriores.

No mais recente documento publicado pela OMS, nesta segunda-feira, 27,  o risco foi considerado como muito alto na China, alto no nível regional e alto no nível global.

Quais os sintomas e tudo o que se sabe até agora sobre o coronavírus

pessoas na china com máscara
Crédito: Robert Wei/istockOMS eleva risco internacional de contaminação pelo coronavírus

Até o último balanço oficial, mais de 100 mortes haviam sido confirmadas e mais de 4 mil pessoas já tinham sido infectadas pelo novo coronavírus. Além da China, mais 12 países confirmam casos, entre eles, Japão, Austrália, EUA e França.

Cidades isoladas

Na semana passada, as autoridades chinesas isolaram três cidades em um esforço para controlar a propagação de coronavírus.

Depois de Wuhan, considerada localidade de origem do vírus, os municípios vizinhos de Huanggang –-com 7,5 milhões de habitantes– e Ezhou –com 1 milhão de moradores-– foram isolados e os trens tiveram a circulação interrompida, de acordo com a BBC.

O governo também pediu para que os moradores de Wuhan não deixem a cidade se não houver uma razão específica, usem máscaras e evitam multidões.

O que são os coronavírus

Os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960. Geralmente, infecções por coronavírus provocam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum.

Alguns tipos de coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

Transmissão

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por contato, está ocorrendo.

De acordo com o Ministério da Saúde, a transmissão do coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

  • gotículas de saliva;
  • espirro;
  • tosse;
  • catarro;
  • contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  • contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

O vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

Sintomas do coronavírus

ilustração do coronavírus
Crédito: Nopparit/istockFebre, tosse e falta de ar estão entre os sintomas do coronavírus

Segundo a Organização Mundial da Saúde, os sinais comuns de infecção por coronavírus incluem sintomas respiratórios, febre, tosse, falta de ar e dificuldades respiratórias. Em casos mais graves, pode causar pneumonia, síndrome respiratória aguda grave, insuficiência renal e até morte.


Imagem Carnaval Sem Assedio

Compartilhe:

1
Coronavírus: doença pode se tornar uma epidemia no Brasil?
Desde os primeiros rumores do surto de coronavírus na cidade de Wuhan, na China, em dezembro, uma enxurrada de informações …
2
Brasil registra primeira suspeita de coronavírus
Em nota, a Secretária de Saúde do Estado de Minas Gerais confirmou a primeira suspeita de coronavírus, doença misteriosa que …
3
Doença desconhecida preocupa médicos e autoridades na China
Uma pneumonia viral e com causas desconhecidas tem despertado a atenção de médicos, especialistas e autoridades na cidade Wuhan, região …
4
Fone de ouvido: o que ele pode causar na sua audição
Segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 50% da população entre 12 e 35 anos corre o risco …
5
Câncer de próstata: saiba o que é e como se prevenir da doença
O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os brasileiros. De acordo com informações do …
6
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose.Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
7
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores.Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
8
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo?Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …