Pais que drogam seus filhos

Por: Redação

Preocupados com a produtividade escolar, pais estão drogando sem saber seus filhos, prejudicando sua saúde – e com o apoio de médicos, educadores e psicólogos. Tudo isso por causa de um combate a um distúrbio: o distúrbio do déficit de atenção.
Há muito tempo aqui nos Estados Unidos, médicos vêm alertando para os perigos do excesso de medicação desse tipo de remédio, com graves efeitos colaterais. A moda pegou no Brasil: o garoto que não aprende, é distraído, não é um candidato a ser um profissional criativo, mas um doente.

Reportagem da Folha mostra pesquisa feita no Brasil por psiquiatras e neurocientistas, revelando como estão sendo feitos muitos diagnósticos errados, levando o estudante a se drogar.

Não que não exista o problema de distúrbio da atenção. Mas, muitas vezes, o problema não é do aluno que não é bom,  mas a escola que não sabe tratar gente diferente, criativa, que não consegue ficar parada em sala de aula.

Compartilhe: