Pesquisadores da USP desenvolvem ventilador pulmonar 15 vezes mais barato

A expectativa é que, em 5 semanas, já estejam prontos milhares desses aparelhos

Por: Redação

Uma equipe de engenharia multidisciplinar da Escola Politécnica (Poli) da USP está trabalhando em um projeto de ventilador pulmonar que vai abastecer as UTIs de hospitais do país.  Responsável por bombear o oxigênio para os pulmões e remover o dióxido de carbono do corpo, o equipamento é crucial para salvar vidas de pacientes com a covid-19.

O protótipo batizado com o nome INSPIRE  deve começar a ser produzido nas próximas semanas, por empresas com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A expectativa é que, em 5 semanas, milhares de ventiladores pulmonares já estejam prontos.

A grande vantagem desse projeto é o custo reduzido. Enquanto um ventilador pulmonar convencional é vendido por cerca de R$15 mil no mercado, o desenvolvido na Poli terá um custo em torno de R$ 1 mil, de acordo com o Jornal da USP.

ventilador pulmonar
Crédito: Divulgação/Poli Uspventilador pulmonar tem baixo custo e é de rápida produção


Segundo o coordenador do projeto, o engenheiro Raul Gonzalez Lima, as peças que constituem o equipamento, na sua maioria, podem ser adquiridas no mercado de fabricantes nacionais.  “Nosso projeto oferece as funcionalidades consideradas necessárias ao tratamento da covid-19 aliadas à simplicidade e à velocidade de manufatura”, diz.

A iniciativa da Poli reúne cerca de 40 pessoas, entre docentes, pesquisadores e alunos.  O projeto tem licença open source, ou seja, é aberto para utilização pelos interessados em produzir o ventilador.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.