Últimas notícias:

Loading...

Virologista fala em “potencial gigantesco” de disseminação da Ômicron

Apesar disso, ainda é cedo para prever se a Ômicron terá o mesmo potencial de propagação no Brasil que a Delta

Por: Redação

Apesar de dados ainda insuficientes sobre a Ômicron, o presidente da Sociedade Brasileira de Virologia (SBV), Flávio da Fonseca, acredita que a nova variante tem “potencial de disseminação gigantesco”.

“Está claro que ela tem potencial de disseminação gigantesco pelo número alto de mutações e pela rapidez com que já se disseminou”, disse em entrevista à BBC News Brasil.

variante omicron
Crédito: AltoClassic/istockVirologista acredita em potencial gigantesco de disseminação da Ômicron

Mutações preocupam

A quantidade de mutações apresentadas pela Ômicron é o que causa preocupação. Algumas delas nunca tinham sido observadas em cepas anteriores.

Das 50 alterações genéticas totais, 32 se localizam na proteína spike, uma parte do vírus que se liga a célula humana para iniciar a infecção.

Essas mutações podem indicar uma capacidade de transmissão bem mais elevada em relação às outras cepas.

Apesar disso, ainda é cedo para prever se a Ômicron terá o mesmo potencial de propagação que teve a Delta aqui no Brasil.

Segundo o virologista, é preciso saber se essas mutações verificadas na variante afetam ou não a eficácia das vacinas e informações sobre o comportamento da variante em países com cobertura vacinal maior que a verificada no sul da África, onde a cepa foi descoberta.

“Na delta, com nossa cobertura vacinal crescendo rápida e adequadamente, e com o fato de que tivemos segunda onda muito intensa com um vírus que também apresentava muitas mutações (gama), isso em conjunto explica o impacto que a variante teve no Brasil quando comparado à Europa”, disse Fonseca à BBC.

Situação no Brasil

Na terça-feira, 30, foram confirmados os primeiros dois casos da Ômicron no país. Trata-se de um casal brasileiro não vacinado que desembarcou em São Paulo, vindo da África do Sul no dia 23 de novembro, antes da notificação mundial sobre a identificação da nova variante.

aeroporto
Crédito: Marcello Casal Jr/Agência BrasilBrasil confirmou os dois primeiros casos da variante Ômicron

A Secretaria Municipal de Saúde da capital paulista disse que “apura os possíveis contatos de ambos para que seja possível fazer imediatamente o rastreamento e o monitoramento de todos, além de comprovar a situação vacinal da família”.

Compartilhe:

?>