SP antecipa vacinação contra H1N1; veja como se proteger do vírus

Por: marianapastore

A Secretaria de Estado da Saúde de SP informou que vai antecipar a campanha de vacinação contra a gripe H1N1 a partir do dia 11 de abril na capital paulista e demais cidades da região metropolitana. Serão vacinados idosos, gestantes e crianças de seis meses até cinco anos de idade.

O governo de SP antecipou o calendário de vacinação para esses grupos por conta do surto da doença, que lotou hospitais públicos e particulares. Os demais que têm prioridade (profissionais da saúde, portadores de doenças crônicas, população prisional e índios) e as outras cidades do Estado receberão a imunização a partir do dia 30 de abril, data prevista para o calendário nacional de vacinação.

Segundo o diretor de ensino da SBPT (Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia), Clystenis Odir, a vacina é a principal proteção contra a gripe H1N1. Ela só não é indicada para pessoas que tem alergia a ovo. No entanto, existem outras medidas para evitar o contágio. O vírus é transmitido pelas secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada enquanto ela fala, tosse ou espirra.

“Para evitar a disseminação, quem está gripado deve usar máscara, evitar tossir e espirrar nas mãos e lavá-las com água e sabão antes de pegar um objeto onde outro irá tocar, como maçanetas, por exemplo”, explica o médico.

Para se prevenir, Odir também aconselha higienizar as mãos com frequência; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e copos; evitar lugares muito aglomerados, como elevadores; e manter os ambientes bem ventilados. Outra medida importante é tentar levar uma vida saudável, praticando exercícios, fazendo uma dieta balanceada e ingerindo muitos líquidos.

Os sintomas são os mesmos de uma gripe normal, só que mais fortes. Quem contrai o vírus tem febre alta, acima de 38,5ºC, tosse, irritação nos olhos e nos ouvidos, dor de cabeça e de garganta, dor muscular cansaço e coriza. As principais diferenças entre a H1N1 e a gripe normal é falta de ar e dor no tórax.

Compartilhe: