Vacina contra câncer de mama tem eficácia em testes com ratos

Técnica desenvolvida nos EUA foi capaz de destruir células tumorais em camundongos

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Testes com uma potencial vacina contra o tipo mais agressivo de câncer de mama tiveram bons resultados em camundongos, segundo pesquisadores da Universidade de Harvard. A técnica foi capaz de destruir as células cancerosas, além de proteger contra o ressurgimento do tumor.

O imunizante foi desenvolvido para atuar contra o câncer de mama triplo negativo, que é mais frequente entre mulheres jovens e que representa 15% de todos os casos de câncer de mama identificados.

câncer de mama
Crédito: Mohammed Haneefa Nizamudeen/istockVacina contra câncer de mama mostra eficácia em testes em animais

Se a doença for localizada, a mastectomia é recomendada; caso contrário, existem dois tratamentos: quimioterapia e imunoterapia. Com essa vacina, os pesquisadores uniram o poder das duas técnicas, fazendo com que a terapia tenha o poder de matar o câncer e evitar que ele volte.

Embora o termo usado seja vacina, a terapia é aplicada em situações na qual a doença já foi detectada no corpo.

Segundo o estudo, quando camundongos com câncer de mama triplo-negativo agressivo (TNBC) receberam a vacina, 100% deles sobreviveram. Esta pesquisa foi publicada na Nature Communications .