O Festival Internacional de Cinema de Roterdã, considerado um dos mais importantes do circuito mundial, apresentou, em sua última edição, filmes brasileiros do "Cinema da Boca", composto por títulos alternativos, de vanguarda, marginalizados por décadas da filmografia oficial brasileira.

"The mouth of garbage – subculture and sex in São Paulo 1967-1987" encantou os holandese e, agora, em parceria com a Cinemateca Brasileira, ganha exibição em São Paulo, de 10 de julho a 5 de agosto.

Com curadoria de Gabe Klinger e entrada até R$ 8, a retrospectiva "A Boca em Roterdã" exibe uma seleção de filmes rodados entre as décadas de 1960 e 1980. Confira a programação completa no site e alguns destaques abaixo:

 Dia 12, às 18h30

O bandido da luz vermelha (São Paulo, 1968, 35mm, pb, 92’, dir.: Rogério Sganzerla)

Criminoso desafia a polícia e assusta a população ao cometer crimes mirabolantes, sem deixar vestígio. Filme é baseado em trama real.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=PgomitfqCzM[/youtube]

Dia 21, às 19h
Dia 25, às 18h30
Dia 3 de agosto, às 18h30

Anjo loiro (São Paulo, 1973, 35mm, cor, 103’, dir.: Alfredo Sternheim)

Professor apaixona-se pela jovem namorada de seu melhor aluno. Mas as repetidas infidelidades da moça o levam ao desespero. Lançado no auge do cinema marginal, e em meio à consolidação de uma produção regular da Boca, "Anjo loiro" obteve boa repercussão de público até ser interditado pela censura. Estrelado por Vera Fischer, é inspirado no clássico de Joseph von Sternberg, "O anjo azul", adaptado de um romance do escritor Heinrich Mann. Fotografia de Reinaldo Paes de Barros.

"A Boca em Roterdã"

10 Jul
a
05 Ago

  • de 10/07 a 05/08
    • Terças, Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos das 18:30 às 22:30

Cinemateca Brasileira
Largo Senador Raul Cardoso, 207 Vila Clementino - Sul São Paulo - SP (11) 3512-6111
*R$ 8