Livremente inspirada em “A Cantora Careca”, do dramaturgo romeno Eugène Ionesco (1909-1994), a peça Os Carecas estreia no Teatro do Funil, no dia 30 de outubro. O espetáculo fica em cartaz até 4 de dezembro, com sessões apenas aos domingos, às 20h. Os ingressos têm preço único de R$20.

1/4

Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

"Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

2/4

Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

"Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

3/4

Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

"Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

4/4

Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

"Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

  • Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

    1/4

    "Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

  • Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

    2/4

    "Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

  • Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

    3/4

    "Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

  • Crédito da imagem: Larissa Rocha - KM Fotografia

    4/4

    "Os Carecas" é livremente inspirada na peça "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco

Com direção e texto de Camila Flores, a montagem se passa durante uma festa de aniversário em que todos os convidados são carecas. Eles participam de uma série de situações-limites e conversas que indicam algo sobre condição humana.

A ideia da encenação é discutir alguns temas propostos pelo autor romeno, como a superficialidade das relações, a impossibilidade de comunicação e as pessoas do “tipo plástico bolha”, como o grupo define indivíduos frágeis, que se protegem o tempo todo.

O elenco conta com a participação de Andressa Estrela, Beatriz Schutzer, Bianca Blues, Gustavo Lindolfo, João Vitor Vieira e Vinicius Secco.

Escrita em 1949, a primeira peça de Ionesco inaugura o Teatro do Absurdo, um movimento estético que incorporou o surrealismo nas artes cênicas. Na comédia original, um casal, Sr. e Sra. Smith, tem uma série de diálogos irônicos e sem sentido sobre banalidades do cotidiano. Isso aponta para um futuro terrível das relações humanas: a total incomunicabilidade.

Imagem Autor

A SP Escola de Teatro é um equipamento cultural da Secretaria do Estado da Cultura e tem por atribuições a formação profissional na arte teatral.

+ posts do autor

Os Carecas

30 Out
a
04 Dez

De 30/10 a 04/12:  Domingos às 20:00

Teatro do Funil
Rua Lopes Chaves, 72 Barra Funda São Paulo - SP
R$20 (preço único)
add Google Agenda
Classificação: 14 anos | Duração: 45 minutos