divulgação

Créditos: divulgação

Em "Máquina de dar certo". as personagens são testadas a executar tarefas e coreografias determinadas por um comando obscuro

Pessoas trancadas em um cômodo são submetidas a uma série de estímulos sonoros e visuais para a "espetacularização" do comportamento humano.

Essa é a temática da peça "Máquina de Dar Certo", em cartaz do Teatro Cacilda Becker de 23 de novembro a 16 de dezembro, sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 19h. Os ingressos custam R$ 10.

Como nos experimentos de Frederic Skinner, famosos nos anos 1970, as personagens são constantemente testadas: têm que executar as tarefas e coreografias determinadas por um comando cuja identidade é desconhecida.

O condicionamento, a adequação às regras e a possibilidade de pertencimento são temas centrais do espetáculo. Com suas idiotices, os personagens tentam executar os comandos, com o intuito de se adequarem, de serem reconhecidos, aceitos, de darem certo de alguma forma.

Máquina de Dar Certo

23 Nov
e
16 Dez

  • de 23/11 a 16/12
    • Domingos às 19:00
    • Sextas e Sábados às 21:00

Teatro Cacilda Becker
Rua Tito, 295 Vila Romana - Oeste São Paulo - SP (11) 3864-4513
R$ 10