por Ligia Jardim

por Ligia Jardim

A peça "As Estrelas Cadentes do Meu Céu São Feitas de Bombas do Inimigo" é baseada em relatos de crianças feitos em tempos de guerra

No dia 25, entra em cartaz a peça "As Estrelas Cadentes do Meu Céu São Feitas de Bombas do Inimigo". Apresentado pela Cia Provisório- Definitivo, no Sesc Consolação, o espetáculo pode ser visto às segundas e terças, às 21h, até 26 de março. Os ingressos vão até R$ 10.

Com um enredo não linear, a peça-documentário faz uma livre adaptação dos livros "Diários de Guerra - Vozes Roubadas" e "Diário de Annie Frank", contendo 12 relatos em diários de crianças e jovens durante guerras ou conflitos, que abrangem desde a Primeira Guerra até a recente invasão do Iraque. Nem o Brasil fica de fora, uma vez que a guerra é trazida para os trópicos na história de um jovem paulistano envolvido no tráfico de drogas.

Com direção assinada por Nelson Baskerville, a peça traz um cenário lúdico com bonecos cenográficos e projeções e tem no elenco Carlos Baldim, Paula Arruda, Pedro Guilherme e Thaís Medeiros.