por João Caldas

Créditos:

A atriz Regina Braga interpreta a poetisa norte-americana

A partir de quinta, 16, a peça “Um Porto para Elizabeth Bishop” entra em cartaz na Caixa Cultural São Paulo, de quinta a domingo, às 19h, com entrada Catraca Livre. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria com uma hora de antecedência.

Escrita por Marta Góes especialmente para interpretação de Regina Braga, e com direção de José Possi Neto, o monólogo retrata os anos em que a poetisa norte-americana, Elizabeth Bishop (prêmio Pulitzer de Poesia em 1956), viveu no Brasil, nas décadas de 1950 e 1960.

Em 1951, com 40 anos de idade e sofrendo de depressão e alcoolismo, Elizabeth desembarcou no porto de Santos com a expectativa de ficar duas semanas no Brasil. Acabou morando, por 15 anos, no Rio de Janeiro, em Petrópolis e em Ouro Preto. Durante esse período, ele escreveu inúmeros poemas, um livro-reportagem ("Brazil", publicado pela Life) e cartas (reunidas em "Uma arte, sua correspondência completa").

A peça traz à tona personagens da história recente do Brasil, como Carlos Lacerda, Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, João Cabral de Mello Neto e, sobretudo, Lota de Macedo Soares, urbanista e paisagista carioca, idealizadora do Aterro do Flamengo, com quem Elizabeth viveu durante 15 anos.

 

 

Um Porto para Elizabeth Bishop

16 Ago
e
26 Ago

  • de 16 a 26/08
    • Quintas, Sextas, Sábados e Domingos às 19:00

Caixa Cultural São Paulo
Praça da Sé, 111 - 8º andar Sé - Centro São Paulo - SP (11) 3321-4400
Estação Sé (Metrô - Linha 1 Azul e Linha 3 Vermelha)
Catraca Livre