Em 2003, o prédio Prestes Maia foi ocupado por mais de uma dezena de coletivos culturais que, pretendiam barrar o processo de desapropriação e despejo dos moradores e também denunciar o desrespeito sofrido por cidadãos de baixa renda diante da especulação imobiliária. Esta que seria a maior ocupação vertical por moradia da América Latina até 2006, é apresentada ao público entre os dias 6 e 22 de outubro, no amplo projeto "Zona de Poesia Árida", que acontece na Matilha Cultural.

Oficinas, performances e projeções, além de cartazes, fotos, posteres, instalações artísticas e multimídias, integram a programação que apresenta um panorama dos últimos 10 anos de criação dos coletivos ARNSTV, Bijari, Catadores de História, Cia Cachorra, C.O.B.A.I.A, Contra Filé, Espaço Coringa, EIA, Elefante, Empreza, EPA! (Cúritiba), Esqueleto Coletivo, Esquizotrans, Frente 3 de Fevereiro, Menossões, Nova Pasta, Ocupeacidade, Rádio Xiado e ZoomB.

A mostra busca ampliar a perspectiva sobre as formas de atuação da arte contemporânea em relação à sociedade, política e ao meio urbano. A parte áudio-visual da mostra, que apresenta curtas-metragens, documentários e vídeo-arte, fica em cartaz até 13 de outubro no cinema da Matilha Cultural. E a exposição permanece até o encerramento do projeto, que conta com nomes como Tulio Tavares, Lucas Bambosi e Edu Verderame.

Você pode ficar por dentro de todos os detalhes dos coletivos e da programação, aqui.

Confira a intervenção artística do coletivo Espaço Coringa, um dos integrantes da mostra:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=oAgB6VrBlx0[/youtube]

Zona de Poesia Árida

06 Out
a
22 Out

  • de 6 a 22/10
    • Segundas, Terças, Quartas, Quintas, Sextas e Sábados das 12:00 às 20:00

Matilha Cultural
Rua Rego Freitas, 542 República - Centro São Paulo - SP (11) 3256-2636
Estação República (Metrô - Linha 3 Vermelha e Linha 4 Amarela)
Catraca Livre