Domingo, dia 30, é dia de maldade. Dia de conhecer a arte delicada e sensível da dupla de artistas da Lanó, dia de ouvir a discotecagem da DJ Gabriela Pensanuvem, e se deixar leva pelo pocket show de Mariane Claro com canções de Caymmi.

Todas estas coisas lindas ocorrem na Galeria 540, a partir das 15h, com entrada Catraca Livre. Completam a programação recheada de bom gosto um flash tattoo com a tatuadora Carina Caiê, tatuagens handpoke com Rosa Laura e um cantinho todo místico da Carol de Stefani, terapeuta floral especializada em Florais da Amazônia.

A exposição da Lanó apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza. Um conceito que também permeia a escolha de atrações no dia do evento, formato somente por mulheres dos mais variados estilos e personalidades que se expressam culturalmente.

1/4

Crédito da imagem: Divulgação

A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

2/4

Crédito da imagem: Divulgação

A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

3/4

Crédito da imagem: Divulgação

A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

4/4

Crédito da imagem: Divulgação

A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

  • Crédito da imagem: Divulgação

    1/4

    A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

  • Crédito da imagem: Divulgação

    2/4

    A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

  • Crédito da imagem: Divulgação

    3/4

    A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

  • Crédito da imagem: Divulgação

    4/4

    A exposição da dupla apresenta obras que contemplam a mulher e a natureza como elementos de força e beleza

Lanó: duas almas e quatro mãos

Formado por Carolina Barbosa e Juliana Nersessian, a dupla surgiu em 2014 meio que por acaso e pela proximidade e talento das artistas. "A gente sempre teve traços um pouco parecidos. Eu gostava muito de linhas e traços femininos e aí começou essa ideia de 'vamos tentar fazer uns desenhos juntas'. A gente fez um que ficou muito legal. No segundo já resolvemos formar a Lanó", lembra Carolina Barbosa.

A dupla descreve seu trabalho como um conjunto de traços delicados e impactantes, mas muito mais do que um apelo decorativo, e sim, a harmonia e a elevação de ilustrações intensamente poéticas.

Em julho, as artistas estiveram na redação do Catraca Livre para criar um mural em homenagem ao site. Confira como foi:

Balangandã

30 Out

Dom 30/10  das 15:00 às 22:00 

Galeria 540
Rua Mourato Coelho, 540 Pinheiros São Paulo - SP (11) 4115-9539
Estação Fradique Coutinho (Metrô - Linha 4 Amarela)
Catraca Livre
add Google Agenda