Um universo em preto e branco: a fotografia como arte, os bastidores de grandes filmes estadunidenses e o glamour do cinema hollywoodiano. É quase possível sentir o cheiro do laquê de Rita Hayworth e ouvir o sapateado de Fred Astaire ao passear pela exposição que desembarca no Espaço Cultural Porto Seguro.

Intitulada “Ícones de Hollywood”, a mostra traz 161 fotografias, clicadas entre 1920 e 60, do acervo da Fundação John Kobal, criada pelo cinéfilo austríaco. Baseada no livro “Hollywood Icons: Photographs from the John Kobal Foundation”, de Robert Dance, a mostra transporta o público à era de ouro da sétima arte em um recorte de 40 fotógrafos de oito estúdios de cinema – como Warner Bros., Columbia e Paramount, entre outros.

A visitação segue até 16 de abril – de terça a sábado, das 10h às 19h e, aos domingos e feriados, das 10h às 17h – com entrada Catraca Livre.

Audrey Hepburn em "Bonequinha de Luxo"

Créditos: Bud Fraker

Audrey Hepburn em "Bonequinha de Luxo"

O corredor inicial apresenta 12 fotógrafos dentre todos os selecionados para a mostra. Cada um, à sua maneira, prova o porquê de estar ali – geralmente com o ponto em comum sendo a maestria no tal do “escrever com a luz” (tradução ao pé da letra da palavra “fotografia”). Alguns deles são Eugene Robert Richee, conhecido por clicar o icônico “Cantando na Chuva”; George Hurrel, que estudou pintura antes de fotografar, o que agrega um quê artístico às suas fotos; e, curiosamente, a única fotógrafa mulher, Ruth Harriet Louise.

Corredor inicial da exposição

Créditos: Rafaela Piccin

Corredor inicial da exposição

Mulheres na sétima arte

Se, por um lado, por detrás das câmeras a mulher aparece uma única vez, por outro, quando assume o protagonismo das imagens, pode-se dizer que “agora é que são elas”. Elas dão show, mesmo. Na primeira ala, que contempla as décadas de 20 e 30, Greta Garbo, sobrevivente do cinema falado e cujo sobrenome já diz tudo, dilacera os corações com sua estonteante beleza, enquanto uma versátil Bette Davis, clicada tanto por Otto Dyer como por George Hurrel, aparenta ser uma pessoa diferente em cada um dos retratos.

1/6

Crédito da imagem: Bud Fraker

A diva Andrey Hepburn

2/6

Crédito da imagem: Robert Coburn

Rita Hayworth em meados dos anos 40

3/6

Crédito da imagem: Rafaela Piccin

Ala dos anos 60, com imagens de Marilyn Monroe e Jane Russell

4/6

Crédito da imagem: Rafaela Piccin

Elizabeth Taylor nos anos 50, em uma das poucas imagens coloridas da mostra

5/6

Crédito da imagem: Rafaela Piccin

Carmen Miranda representando o Brasil em meio aos ícones hollywoodianos

6/6

Crédito da imagem: Rafaela Piccin

Greta Garbo 1 e 2 - quase irreconhecível

  • Crédito da imagem: Bud Fraker

    1/6

    A diva Andrey Hepburn

  • Crédito da imagem: Robert Coburn

    2/6

    Rita Hayworth em meados dos anos 40

  • Crédito da imagem: Rafaela Piccin

    3/6

    Ala dos anos 60, com imagens de Marilyn Monroe e Jane Russell

  • Crédito da imagem: Rafaela Piccin

    4/6

    Elizabeth Taylor nos anos 50, em uma das poucas imagens coloridas da mostra

  • Crédito da imagem: Rafaela Piccin

    5/6

    Carmen Miranda representando o Brasil em meio aos ícones hollywoodianos

  • Crédito da imagem: Rafaela Piccin

    6/6

    Greta Garbo 1 e 2 - quase irreconhecível

A joia rara é Joan Crawford, a mulher que mais aparece nas fotos da exposição, em diferentes momentos de sua carreira – também pudera, com quase 50 anos de atuação. Outra figura que não passa despercebida é Katharine Hepburn, a maior ganhadora de Oscars da história até hoje, com quatro títulos no currículo. Na ala dos anos 40 aos 50, um único retrato de Carmen Miranda dá uma pontada de orgulhinho do Brasil e antecipa a vinda de estrelas como Marilyn Monroe e Audrey Hepburn.

E é claro que também não ficam de fora gigantes como Fred Astaire, Orson Welles, James Dean e, inclusive, o ícone do cinema de horror Alfred Hitchcock - prova que a mostra contempla gêneros do drama ao musical, passando pela comédia e romance.

Atenção: no caso de o visitante ser cinéfilo, depois da enxurrada de informações dos bastidores, recomenda-se sair da exposição diretamente para uma maratona de filmes. Bom passeio!

Ícones de Hollywood

17 Fev
a
16 Abr

De 17/02 a 16/04:   Terças,  Quartas,  Quintas,  Sextas e  Sábados das 10:00 às 19:00 Domingos das 10:00 às 17:00

Espaço Cultural Porto Seguro
Alameda Barão de Piracicaba, 610 Campos Elíseos - Centro São Paulo - SP (11) 3226-7361
Catraca Livre