A complexidade do corpo humano é objeto de fascínio para cientistas, estudiosos e pesquisadores há muitos séculos. Leonardo da Vinci, por exemplo, já realizava dissecação e experimentos em cadáveres humanos e de animais desde 1492, com o objetivo claro de conhecer seus mecanismos e funcionamentos. Foi exatamente esta curiosidade ao longo dos séculos que transformou a medicina no que ela é hoje.

Se você também morre de vontade de saber como somos por dentro tem um destino certo em São Paulo: o Museu de Anatomia Humana Professor Alfonso Bovero. Com entrada Catraca Livre, ele funciona de terça a sexta, das 13h às 16h, e fica instalado no Instituto de Ciências Biomédicas da USP.

1/6

Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

2/6

Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

3/6

Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

4/6

Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

5/6

Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

6/6

Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

  • Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

    1/6

    O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

  • Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

    2/6

    O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

  • Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

    3/6

    O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

  • Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

    4/6

    O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

  • Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

    5/6

    O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

  • Crédito da imagem: Marcos Santo/USP Imagens/Divulgação

    6/6

    O Museu de Anatomia Humana conta com mais de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres

O museu conta com cerca de mil itens expostos, que vão de membros e órgãos, até cadáveres. Além de possuir uma biblioteca com aproximadamente dois mil volumes. Em seu acervo estão peças anatômicas preparadas e conservadas por diversos métodos e separadas de acordo com os sistemas e aparelhos que compõem o corpo humano.

Um dos grandes destaques do museu fica para sua biblioteca que conta com obras originais raras, como os livros “De Humani Corporis Fabrica”, escrito por Adreas Vesalius em 1543, e “Opera Omnia”, escrito por Regnier de Graaf em 1678. Por conta da deterioração, as obras não estão expostas ao público, disponíveis apenas para pesquisas específicas.

Outra parte do acervo que também chama a atenção são as coleções de crânios, que conta com 500 peças de indivíduos jovens e adultos de ambos os sexos, e a de 83 fetos com diversas anomalias. O museu também mantém um espaço fixo batizado de Cápsula Bovero, que reproduz parte do escritório do anatomista e onde está instalada uma das mesas de mármore que ele utilizava em suas aulas e dissecções.

Mais de um século de história

O acervo do museu começou a ser formado em 1914 pelo professor Alfonso Bovero, sendo que o local passou a receber visitantes somente em 1960 na Faculdade de Medicina da USP. Em 1997, foi transferido para o Instituto de Ciências Biomédicas, quando alcançou o expressivo número de 1.800 peças expostas e uma biblioteca com aproximadamente dois mil volumes.

Em 2014 ele foi fechado para reforma e, desde então, passou por uma reformulação até ser reinaugurado em maio deste ano. O novo museu foi pensado e organizado pelo biólogo e anatomista Edson Aparecido Liberti, além de ter contado com a assessoria de profissionais da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP para conceber o design do espaço.

Museu de Anatomia Humana

A partir de
29 Ago

 Terças,  Quartas,  Quintas e  Sextas das 13:00 às 16:00

Instituto de Ciências Biomédicas (USP)
Avenida Professor Lineu Prestes, 2415 Vila Universitaria São Paulo - SP (11) 3091-7438
Catraca Livre