por GUMA

Créditos: por GUMA

CCSP recebe evento "Pílulas de Cultura Feira Preta", que coloca a cultura negra em foco

Com o tema “Estética e Gestão na Produção Cultural Negra”, o evento “Pílulas de Cultura Feira Preta”, que ocorre mensalmente no CCSP, apresenta no domingo, 25, das 16h às 20h, debate, performance de teatro, espetáculo de dança e exposição de telas. A entrada é Catraca Livre.

+cultura

SESI-SP apresenta “Xingu”, “Tropicália” e outros seis filmes nacionais

Exposição tem obras de arte de Karina Buhr, Tulipa Ruiz e outros

Esta edição do evento tem como objetivo principal explorar o protagonismo de artistas negros e negras na gestão de suas empresas e coletivos por meio dos trabalhos artísticos.

Durante o "Pílulas", a artista visual e educadora, doutora em artes visuais pela ECA/USP, Rosana Paulino, expõe uma exposição de gravuras da série “DAS”, em que a artista discute a questão do indivíduo negro na sociedade brasileira, com foco especial para a mulher.

Confira abaixo a programação completa:

16h - DJ Vivian Marques: apresenta um set que mistura estilos como Hip Hop clássico e underground, R&B, Soul, Funk’s 70, entre outras vertentes da música negra.

17h - Roda de Conversa: o tema é "Estética e Gestão da Produção Cultural Negra". Neste bate-papo, participam Renata Felinto, artista plástica, pesquisadora e doutoranda em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP; Sidney Santiago, ator, formado na Escola de Arte Dramática EAD/ECA/USP e um dos fundadores da Cia de Teatro Os Crespos; Luciane Ramos, paulistana, intérprete-criadora, antropóloga, bailarina e pesquisadora. Tem formação em dança e é doutoranda em Artes da Cena e mestre em antropologia pela UNICAMP, desde 2003.

18h30 - Intervenção teatral do grupo "Os Crespos": Sidney Santiago e atrizes da companhia interpretam um texto que discute os encontros e desencontros do amor na vida moderna. Trata-se de uma amostra do projeto "Dos Desmanches aos Sonhos – Poética em Legítima Defesa", uma investigação atualmente em andamento sobre o impacto da escravidão e as esferas das relações afetivas entre os negros.

19h10 - BAKÔ - A outra margem: solo de dança de Luciana Ramos. BAKÔ, palavra da língua bambara (África do Oeste) é um solo que tem a memória como impulso do processo criativo que deu origem ao espetáculo. O projeto é desenvolvido com subsídios do Rumos Itaú Cultura Dança 2012/2014.

Pílulas de Cultura Feira Preta

25 Ago

  • Dom 25/08 das 16:00 às 20:00


Catraca Livre
add Google Agenda