divulgação

Créditos:

Curta-metragem "Mais Denso Que Sangue" é uma das opções da programação

Longe da efervescência midiática e de qualquer aparato de sofisticação tecnológica, cineastas de diversas partes do país realizam filmes com o que tem em mãos: câmera e uma boa história pra contar. Dentro deste contexto, nasceu o termo "Cinema de Bordas", eixo cinematográfico que reúne longas produzidos nestas condições.

Na carona deste nova vertente, o Instituto Itaú Cultural honra os produtores deste gênero e promove entre 1º e 5 de agosto, a 4ª edição do festival Cinema de Bordas.

A mostra reúne 23 filmes de cineastas brasileiros, de forma que alguns deles participarão de mesas-redondas durante a programação do evento.

A abertura do festival ainda conta com o bate-papo “Jogo de Ideias”, que discute âmbitos pertinentes à produção cinematográfica independente. O encontro reúne diretores, atores e curadores envolvidos no desenvolvimento da mostra.

Oficinas

Paralelamente à mostra de filmes, a programação também conta com oficinas temáticas que se debruçam sobre as alternativas de se produzir cinema com poucos recursos. As incrições devem ser feitas pelo telefone (11) 2168-1779, entre 23 e 31 de julho.

Confira a programação completa nas abas abaixo:

- 20h: Bate-papo com os curadores Bernadette Lyra, Gelson Santana e Laura Cánepa, seguido de exibição dos seguintes filmes:
- Onde Está Meu Rim?, de Renato Dib (1 min, Manaus, 2010)
- Roquí Son Contra o Extermínio Ambiental, de Renato Dib (2 min, São Paulo e Manaus, 2012)
- DR, de Felipe Guerra e Joel Caetano (12 min, Carlos Barbosa e São Paulo, 2012)
- Vermibus, de Rubens Mello (25 min, Guarulhos, 2012)

- 18h: Exibição dos filmes

- Morte e Morte de Johnny Zombie, de Gabriel Carneiro (14 min, São Paulo, 2011)
- Entrega Especial, de Rodrigo Brandão (27 min, Juiz de Fora, 2006)
- Fatman  & Robada, de Rogério Baldino (32 min, Porto Alegre, 1997)
- Brasil, um País de 5%, de Nerivaldo Ferreira e Johel Alvez Bright (36 min, Rio Rea, 2011)

- 20h:
Exibição dos filmes

- Hipnose Para Leigos, de Chico Lacerda (6 min, Recife, 2005)
- Como Irritar Dandies do Hardcore, de Gurcius Gewdner (16 min, Rio de Janeiro, 2012)
- Mais Denso que Sangue, de Ian Abé (15 min, Cabaceiras, 2011)
- Jerônimo, O Herói do Sertão, de David Rangel (32 min, Paty do Alferes, 1996)
Seguido de bate-papo com David Rangel, mediado por Rogério Ferraraz

- 18h: Exibição dos filmes

 - Antes/Depois, de Christian Caselli (9 min, Rio de Janeiro, 2005)
- Bastar, de Gustavo Serrate (20 min, Brasília, 2010)
- Black Power Jones, de Igor Simões Alonso (30 min, Osasco, 2012)
- O Cabra Bode, de Milton Santos (45 min, Cícero Dantas, 2011)

- 20h: Exibição dos filmes

 - Necrochorume, de Geisla Fernandes (17 min, São Paulo, 2012)
- Lua Perversa 2, de André Bozzetto Jr (18 min, Pinhalzinho, 2011)
- A Lenda da Lagoa Vermelha II − A Vingança, de Eutímio Carvalho (30 min, Cícero Dantas, 2012)
- A Maudição da Casa de Vanirim, de Manoel Loreno (55 min, Mantenópolis, 1987)
Seguido de bate-papo do público com os curadores e realizadores presentes.

- 18h: Exibição dos filmes

 - A Lenda da Lagoa Vermelha II, de Eutímio Carvalho (30 min, Cícero Dantas, 2012)
- Uma Vinchester Para Três Tumbas, de Arlindo Filho (91 min, Presidente Prudente)

- 20h: Sessão de filmes

 - Lua Perversa 2, de André Bozzetto (18 min, Pinhalzinho, 2011)
- Flor de Abril, de Cícero Filho (110 min, Maranhão, 2011)

- 16h: Sessão com os filmes

 - Jerônimo, O Herói do Sertão, de David Rangel (32 min, Paty do Alferes, 1996)
- A Maudição da Casa de Vanirim, de Manoel Loreno (55 min, Mantenópolis, 1987)
- Black Power Jones, de Igor Simões Alonso (30 min, Osasco, 2012)
- DR, de Felipe Guerra e Joel Caetano (12 min, Carlos Barbosa e São Paulo, 2012)

Obs.: Após esta exibição, ocorre bate-papo com curadores e cineastas.

- 18h: Exibição dos filmes:

-  Vermibus, de Rubens Mello (25 min, Guarulhos, 2012)
- A Noite dos Chupacabras, de Rodrigo Aragão (95 min, Guarapari, 2011)

4ª edição do Cinema de Bordas