O processo de democratização na América Latina contou com a protagonização peculiar da luta negra no Brasil. Encabeçada por Zumbi dos Palmares, o fato que aboliu a escravidão se tornou determinante para a libertação e disseminação da cultura brasileira.

A Casa das Rosas comemora o Dia da Consciência Negra (20) com programação temática e entrada Catraca Livre. A programação será temperada por mostras de curtas, apresentações musicais, contação de histórias e um sarau especial sobre o assunto.

Confira os detalhes na programação abaixo:

Martinho da Vila Paris 1977 (Brasil, 1977, 8 min., Livre)

Enquanto a câmera capta imagens de ruas e edifícios de Paris, o sambista Martinho da Vila reflete a respeito das diferenças e semelhanças entre a capital francesa e o Rio de Janeiro.

O Rito de Ismael Ivo (Brasil, 2003, 12 min., Livre)

Retrato biográfico do bailarino negro Ismael Ivo. Além de imagens de suas performances, o filme reúne depoimentos nos quais o artista fala sobre seu trabalho, sua concepção da dança e sobre os mitos sociais que teve de enfrentar por ser negro.

O Moleque (Brasil, 2005, 13 min., Livre)

Filho de uma lavadeira é ridicularizado por outros meninos por ser negro. Adaptação do conto homônimo de Lima Barreto.

Jardim Bebeléu (Brasil, 2009, 13 min., Livre)

Itamar trabalha exaustivamente para sustentar Roseli, sua esposa, e duas filhas. Um dia, voltando do trabalho, é assaltado por Corisco Sputnik. Ele perde todo seu dinheiro e é humilhado pelo sogro, após lhe pedir um empréstimo. Resolve, então, vender seu revólver e, no trajeto, reencontra Sputnik. A partir disso, ele ganha sua chance de redenção.

Dia 20, às 15h

A Cia Cínica de Teatro solta a imaginação no conto “Kiriku”, que traz a história de um garoto minúsculo que precisa lutar contra uma audaciosa feiticeira.

Dia 20, às 15h40 – Oficina de Confecção de Abayomi

Abayomis são bonecas de pano artesanais, geralmente feitas com sobras de tecidos reaproveitados. Quase toda a estrutura das bonecas é composta por nós. Sempre negras, os brinquedos  representam personagens mitológicos da cultura negra, figuras do cotidiano, orixás e manifestações folclóricas.

16h – Sarau em Homenagem ao Solano Trindade

Francisco Solano Trindade, é considerado o “Poeta do Povo”, artista negro que teve questões que cercam o preconceito e desigualdade como uma das principais temáticas de seu trabalho.

17h30 – Grupo Maracatu Bloco de Pedra

A junção de percussão, dança, e canto sintetizam a força do grupo Bloco de Pedra – tradicional grupo de Maracatu da cidade.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=bhvAwKLuafg[/youtube]

Dia da Consciência Negra