Considerada uma das grandes artistas gráficas do Brasil, Maria Bonomi participará de um bate-papo, no dia 31 de janeiro e ministra um workshop de gravura, nos dias 1º e 2 de fevereiro, no ateliê da Oficina Cultural Oswald de Andrade, instituição da Secretaria da Cultura do Estado, gerenciada pela Poiesis. O evento é gratuito e as vagas são limitadas.

Maria Bonomi já realizou diversas exposições, individuais e coletivas, nos principais museus do mundo e esta é a primeira vez que a artista participa de um evento na Oficina Oswald de Andrade. O primeiro deles será no dia 31.01 às 19h00, inaugurando a série de encontros “Papo Gráfico”, que aproximará o público de artistas gráficos de grande expressão. Bonomi irá falar sobre a sua trajetória artística e comentará sobre algumas técnicas que utiliza. As inscrições podem ser feitas a partir do dia 10.01 pelo site, na página da Oswald de Andrade.

Divulgação

Créditos: Karina França

A Oficina Cultural Oswald de Andrade, localizada no Bom Retiro, possui um ateliê dedicado às artes gráficas.

Já nos dias 1 e 2.02, das 14h30 às 17h30, o espaço oferecerá o workshop “Gravura com Maria Bonomi”, onde a artista apresentará seus processos de trabalho, em especial, na gravura em metal e na xilogravura. Serão oferecidas 12 vagas para a oficina e os interessados poderão se inscrever entre os dias 10 e 24/1, também no site www.oficinasculturais.org.br. O evento será na oficina de gravura da Oswald de Andrade, um dos poucos espaços da cidade destinado à produção e desenvolvimento de trabalhos em linguagem gráfica. O espaço possibilita a prática da xilogravura e da gravura em metal, bem como de variantes alternativas desses processos. As atividades são gratuitas e os participantes tem acesso à estrutura necessária para gravação e impressão, além de auxílio técnico. A proposta é indicada para quem já tem alguma experiência na área e necessita de estrutura.

Sobre a artista
Maria Bonomi, é gravadora, escultora, pintora, muralista, figurinista e cenógrafa. A artista é neta de Giuseppe Martinelli, construtor do Edifício Martinelli. É também fundadora da Bienal de São Paulo e junto com Oscar Niemeyer, Bonomi concebeu o projeto Etnias: do Primeiro e Sempre Brasil, obra instalada no túnel principal de acesso ao Memorial da América Latina em São Paulo, reflete os maus-tratos que a população indígena brasileira enfrentou com a chegada dos portugueses.

Imagem Autor

As Oficinas Culturais realizam atividades GRATUITAS de formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas: ARTES PLÁSTICAS • AUDIOVISUAL • CIRCO • PERFORMANCE • HQ • DANÇA • FOTOGRAFIA • LITERATURA • MÚSICA • TEATRO • GESTÃO CULTURAL São cursos, palestras, oficinas, workshops, espetáculos e exposições para todos os públicos. Existem 15 unidades das Oficinas Culturais no Estado de São Paulo que atendem cerca de 400 municípios: Capital OC Oswald Andrade – Bom Retiro (SP) OC Alfredo Volpi – Itaquera (SP) OC Casa Mário de Andrade – Barra Funda (SP) OC Juan Serrano – Cohab Taipas (SP) OC Mazzaropi (em reforma) – Brás (SP) OC Metropolitana – Grande São Paulo Interior e Litoral OC Pagu – Região de Santos OC Gerson de Abreu – Região de Iguape OC Grande Otelo – Região de Sorocaba OC Fred Navarro – Região de São José do Rio Preto OC Sérgio Buarque de Holanda- Região de São Carlos, Araraquara e São João da Boa Vista OC Tinochenco Wehbi – Região de Presidente Prudente e Araçatuba OC Tarsila do Amaral – Região de Marília e Bauru OC Carlos Gomes - Região de Limeira e Campinas OC Altino Bondesan – Região de São José dos Campos OC - Candido Portinari – Região de Ribeirão Preto Também se englobam à rede de Oficinas Culturais o Programa de Qualificação em Artes, composto pelo Projeto Ademar Guerra e Projeto de Qualificação em dança, que tem com ação principal a orientação artística a grupos, companhias ou coletivos no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, exceto capital. Oficinas Culturais é um Programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo que atua desde 1986 na formação e na vivência da população no campo da cultura. O Programa é administrado pela organização social POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura.

+ posts do autor

Bate-papo e workshop com Maria Bonomi

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.