O momento mais esperado do ano para os artistas da Praça Roosevelt chegou! Estão oficialmente abertas as Satyrianas 2016, que prometem 78 horas quase ininterruptas de música, teatro, dança, performance, cinema e muito, muito teatro.

1/5

Crédito da imagem: Bruno Motta

Bloco carnavalesco Domingo Ela Não Vai colocou todos para dançar logo no começo da tarde

2/5

Crédito da imagem: Bruno Motta

Bloco carnavalesco Domingo Ela Não Vai colocou todos para dançar logo no começo da tarde

3/5

Crédito da imagem: Bruno Motta

As divas trans TchaKa, Leona Jhovs e Renata Perón homenagearam Phedra D.Córdoba

4/5

Crédito da imagem: Bruno Motta

As divas trans TchaKa, Leona Jhovs e Renata Perón homenagearam Phedra D.Córdoba

5/5

Crédito da imagem: Bruno Motta

As divas trans TchaKa, Leona Jhovs e Renata Perón homenagearam Phedra D.Córdoba

  • Crédito da imagem: Bruno Motta

    1/5

    Bloco carnavalesco Domingo Ela Não Vai colocou todos para dançar logo no começo da tarde

  • Crédito da imagem: Bruno Motta

    2/5

    Bloco carnavalesco Domingo Ela Não Vai colocou todos para dançar logo no começo da tarde

  • Crédito da imagem: Bruno Motta

    3/5

    As divas trans TchaKa, Leona Jhovs e Renata Perón homenagearam Phedra D.Córdoba

  • Crédito da imagem: Bruno Motta

    4/5

    As divas trans TchaKa, Leona Jhovs e Renata Perón homenagearam Phedra D.Córdoba

  • Crédito da imagem: Bruno Motta

    5/5

    As divas trans TchaKa, Leona Jhovs e Renata Perón homenagearam Phedra D.Córdoba

A abertura da festa, que ocorreu em um palco montado no meio da praça, teve início às 14h com o bloco Domingo Ela Não Vai.

Em seguida, o ator Gustavo Ferreira, produtor geral da festa pelo décimo ano consecutivo, fez o discurso inaugural, com direito a uma salva de palmas para a saudosa atriz trans Phedra D. Córdoba e uma queima de fogos.

Para celebrar a diversidade, as divas trans TchaKa, Leona Johvs e Renata Perón fizeram um pocket show que animou o público mesmo debaixo da fina garoa.

Em seguida, parte das cinzas de Phedra, que morreu em abriu por causa de um câncer de pulmão, foram espalhadas pelos canteiros da Praça Roosevelt. As três artistas trans e o ator Ivam Cabral comandaram essa pequena homenagem.

Os restante dos restos mortais da diva serão espalhados no mar de Cuba, a terra natal da atriz, e em outras atrações do festival.

Assista abaixo como foi a abertura oficial das Satyrianas 2016:


Crédito: portal Shots

Imagem Autor

A SP Escola de Teatro é um equipamento cultural da Secretaria do Estado da Cultura e tem por atribuições a formação profissional na arte teatral.

+ posts do autor