Realizar um aborto é decisão da mulher em apenas 3 países latinos

Mapa 
do aborto na América Latina 

Desde 1984, no Brasil, o aborto é considerado um crime

Com pena prevista de 1 a 3 anos de detenção para a mulher, e de 1 a 4 anos para a pessoa que realizar o procedimento

O aborto só não é penalizado em 3 situações: em caso de estupro, se houver risco à vida da gestante ou se o feto for diagnosticado com anencefalia

As legislações da Somália e do Afeganistão, por exemplo, são bem parecidas com a do Brasil

Saiba como é a realidade em nosso território:

Do outro lado do oceano, na Suécia, desde 1975 toda mulher pode decidir interromper a gravidez. O aborto é legal, seguro e gratuito.

ONDE É PERMITIDO

Em caso de risco à vida da gestante, estupro e/ou inviabilidade do feto  →

Brasil 

Chile 

Guatemala 

México (é legal apenas na Cidade do México e no estado de Oaxaca) 

Panamá 

Paraguai 

Venezuela

ONDE É PERMITIDO

 Para preservar a saúde física e mental da gestante  →

Argentina 
Bolívia 
Colômbia 
Costa Rica 
Equador 
Peru

Direito ao aborto permitido a partir da solicitação da mulher, em qualquer caso  →

ONDE O ABORTO É LEGAL

Cuba 
Porto Rico
Uruguai

ONDE É TOTALMENTE PROIBIDO →

El Salvador 
Haiti 
Honduras Nicarágua República Dominicana

Produção: Camila Lustosa 

Textos: Tamiris Gomes 

Fonte: Center for Reproductive Rights