Argentina fecha fronteiras por 15 dias para barrar coronavírus

Nos próximos 15 dias, ninguém poderá entrar no país, exceto argentinos e estrangeiros residentes

Por: Redação

O governo da Argentina anunciou neste domingo, 15, o fechamento das fronteiras do país como medida de precaução diante da pandemia de coronavírus (Covid-19).

Nos próximos 15 dias, ninguém poderá entrar no país, exceto argentinos e estrangeiros residentes.

Crédito: DivulgaçãoAeroporto Internacional de Ezeiza, nos arredores de Buenos Aires, na Argentina

“Fechamos as fronteiras da Argentina porque o coronavírus está começando a afetar os países vizinhos e porque os turistas que vêm de áreas de risco chegam pelas fronteiras terrestres”, disse o presidente  Alberto Fernández.

O presidente também ordenou a suspenção das aulas nas escolas públicas e privadas até 31 de março.



O número de pessoas infectadas na Argentina aumentou de 45 para 56 neste domingo. Até agora, duas pessoas morreram.

Na China

A China também está adotando medidas restritivas com turistas que desembarcam no aeroporto de Pequim para barrar o aumento do número de casos importados no Copvid-19.

Todos os viajantes internacionais precisarão ficar em um período de isolamento de 14 dias para evitar a propagação do novo coronavírus.

A medida foi tomada depois que novos casos do Covid-19 importados superaram as infecções transmitidas localmente pelo segundo dia.

A medida já estava valendo para estrangeiros provenientes dos países mais afetados pela epidemia – Itália, Coreia do Sul, Irã e Japão -, mas foi ampliada devido ao aumento do número de casos em todos os locais do mundo.

Compartilhe: