Crise na Avianca faz preço de passagem aérea subir até 140%

Por: Redação

A redução no número de voos da Avianca Brasil já começa a impactar nos preços das passagens aéreas nas rotas em que a companhia opera. A alta nos valores dos bilhetes já chega a 140%, segundo levantamento da Voopter, publicado pela “Veja”.

O trecho que teve a preço mais elevado foi entre os aeroportos Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e o de Salvador, na Bahia.

Avianca
Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilPor conta da devolução de parte das aeronaves, a Avianca tem cancelando diversos voos

O valor médio da passagem passou de R$ 574,14, em abril de 2018, para R$ 1.377,32, no mesmo mês deste ano, um aumento de 139,89%.

O levantamento feito pelo Voopter não incluiu a Ponte Aérea, rota mais importante do país. De acordo com a “Veja”, a Avianca tem evitado cancelar voos nesse trecho, não alterando a oferta de assentos.

CONHEÇA SEUS DIREITOS EM CASOS DE CANCELAMENTO E ATRASO DE VOOS

Em recuperação judicial desde o fim do ano passado, a Avianca vem enfrentado pedidos de retomada de aviões de sua frota por parte de empresas de leasing.

Recentemente a empresa anunciou o cancelamento de 21 rotas nacionais e o fechamento de três bases operacionais – Galeão (RJ), Petrolina (PE) e Belém (PA).

Segundo dados da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a companhia tem hoje uma média de 39 voos diários –eram 280 um ano atrás.

Compartilhe: