Empresas têm passagens para a Europa a partir de R$ 1.800

Informar

Reino Unido estuda deportar imigrantes que não aprenderem inglês

Por: Redação | Comunicar erro

Na última segunda-feira, primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou que o Reino Unido estuda deportar imigrantes que não tiverem melhorado seu inglês em um período de dois anos e meio a partir de sua chegada e associou a falta de conhecimento da língua à infiltração do extremismo, o que levou à indignação da comunidade islâmica.

Se aprovada, a medida afetará os cônjuges de cidadãos britânicos ou residentes, que hoje são obrigados a ter inglês básico para conseguir um visto de cinco anos. Pelo projeto proposto pelo premiê britânico, eles terão que passar por nova avaliação na metade do período.

A declaração foi feita no anúncio de um programa do governo britânico para facilitar o ensino da língua às mulheres muçulmanas, o que causou indignação na comunidade islâmica.

“Não digo que exista algum tipo de relação causal entre não falar inglês e tornar-se um extremista. Mas se você não sabe falar inglês, se não é capaz de se integrar, poderá ter dificuldades entendendo qual é sua identidade e estar consequentemente mais exposto à mensagem dos extremistas”, disse o Cameron.

Para conceder residência pelo período de cinco anos, o Reino Unido exige das mulheres ou dos maridos de um residente que tenham habilidades em inglês similares às de uma criança britânica recém-alfabetizada.

Compartilhe: