Sommeliers de Mônaco ensinam a degustar de vinhos em casa

Temperatura ideal da adega e a escolha da taça de vinho ideal estão entre as dicas dos especialistas

Como agora não podemos consumir vinhos em bares e restaurantes, o programa é degustar em casa.

O sommelier chefe Patrice Frank, do cinco estrelas Hôtel de Paris Monte-Carlo, em Mônaco, trouxe dicas para aproveitar ao máximo uma garrafa de vinho, mesmo na cozinha de casa.

Crédito: PixabayAprenda a degustar vinhos em casa com as dicas dos sommeliers

Um dos hotéis mais luxuosos do mundo, o Hôtel de Paris é o mesmo que dispõe da suíte Grace Kelly, cuja diária passa de R$ 200 mil.

Já Gennaro Iorio, sommelier chefe da Monte-Carlo Société des Bains de Mer, conta como montar sua primeira adega.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Quais são as etapas ao provar uma nova garrafa?

Patrice Frank – Primeiro,  precisa levar o vinho à temperatura certa: 10 a 12 graus para vinhos brancos, e 17 a 19 graus para tintos. Você também pode abrir a garrafa cerca de 30 minutos antes de servir: isso dará tempo para arejar, o que é bom para a maioria dos vinhos.

Se for um branco grande ou um tinto, usar um decantador é uma boa opção. Mas tome cuidado, vinhos mais antigos não reagem bem quando colocados em outro lugar, então, se usar um decantador, deverá beber a garrafa toda.

Depois que o vinho estiver arejado e na temperatura certa, é hora de prová-lo.

Como escolher a taça de vinho certa?

Patrice Frank – Idealmente, a taça não deve ser muito grande – vinte centilitros são suficientes. Uma taça grande pode combinar com um vinho jovem, que pode aguentar muita aeração, mas pode desgastar um vinho mais antigo.

Como é a adega ideal?

Patrice Frank – É uma escolha altamente pessoal. Você pode se ater à seguinte repartição: 20% champagnes, 30% brancos e 50% tintos.

Também depende de qual é seu objetivo. Se a ideia é manter as garrafas por mais de 20 anos, convém escolher os grand crus. Caso contrário, a maioria dos vinhos no mercado pode durar até dez anos.

Não tenho adega

Quem vai escolher uma adega ou quer improvisar um canto na casa, tem que achar um local fresco e úmido.

De acordo Gennaro Iorio, da Monte-Carlo Société des Bains de Mer, o melhor local para deixar um vinho tem entre  13°C a 15°C e pelo menos 70% de umidade.

O grupo SBM tem uma das adegas mais impressionantes de Mônaco, localizada no restaurante Ômer, do Hôtel de Paris.

“Se você tem uma adega subterrânea, naturalmente fresca e úmida, é perfeita. Caso contrário, existem aparelhos de ar condicionado feitos especialmente para adegas, o que permitirá obter uma atmosfera ideal”, completa.

Em parceria com ladobviagem

Andrea Miramontes, jornalista, viajante e curiosa. Sou vegetariana e jamais divulgo atrações que escravizem animais :) Faço os sites Lado B Viagem e Patas ao Alto. Seja muito bem-vindo!

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Lado B Viagem

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.