Taxa de embarque de voo internacional deve cair cerca de 40%

Medida retira cobrança extra de US$ 18 (R$ 72) ao passageiros

Por: Redação

O governo federal anunciou nesta segunda-feira, 28, o fim da tarifa adicional da taxa de embarque em voos internacionais.  Com o fim da cobrança, o valor deve cair em média cerca de 40%. Atualmente ela custa de US$ 18 (cerca de R$ 72).

A medida, segundo o ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), faz parte de uma série de ações que o governo vai tomar para diminuir regulamentações no setor, visando incentivar o setor de aviação civil e a entrada de novas empresas aéreas no país, em especial as “low cost” (baixo custo).

Aeroporto de Guarulhos
Crédito: Rovena Rosa/Agencia BrasilO fim da cobrança adicional na taxa de embarque deve baratear as viagens internacionais e também atrair novas empresas áreas para o país

“Não faz sentindo criarmos as condições para que empresas ofertem voos internacionais a US$ 50 e nós, por outro lado, cobremos, de início, uma taxa de US$ 18 por passagem. Queremos abrir o setor, trazer competitividade e eliminar barreiras na atração de novas empresas. Nosso foco está no usuário”, disse o ministro nesta manhã em Brasília.

VEJA O PASSO A PASSO PARA PEDIR OU RENOVAR O PASSAPORTE

Criada em 1999, a taxa adicional incide sobre todas as partidas internacionais e o valor final varia dependendo do aeroporto.

No aeroporto de Guarulhos, em São Paulo –o mais movimentado do país–, a taxa de embarque passará de R$ 121,88 para cerca de R$ 56,08 com o fim do adicional. Já no Galeão, no Rio de Janiero, o valor será reduzido de R$ 122,20, para R$ 56,40.

O governo agora os detalhes para a sua aplicação, que pode vir a ser de forma gradual (a princípio para rotas da América do Sul e em seguida as demais), ou de forma ampla desde o seu início.

200 milhões de passageiros

O ministro Tarcísio de Freitas participou nesta manhã em Brasília do Fórum de Líderes da Associação Latino-Americana de Transporte Aéreo (Alta). Na saída do evento, disse que a intenção do governo é aumentar a quantidade de passageiros e também de cidades com voos no país. Atualmente 140 milhões de passageiros são transportados por ano no país, em voos para 140 localidades.

“Nossa ideia é chegar a 200 milhões de passageiros em 200 localidades em 2025, com os investimentos que estão sendo gestados até agora”.