Últimas notícias:

Loading...

Viagem compartilhada: uma nova forma de turismo econômico

Por: Redação

Viagem alternativa já foi sinônimo de “mochilão” nas costas e sair à procura de algum hostel. No entanto, com o crescimento da economia compartilhada –em alta tanto para as pessoas que procuram novos serviços quanto para os que desejam dividir um bem–, não faltam meios menos óbvios para colocar o pé na estrada.

Além de economizar, veja algumas opções criativas que permitem usufruir hospedagem, transporte, passeios e até comidas junto a um morador local:

Serviços permitem usufruir de forma criativa hospedagem, transporte, passeios e até comida (Divulgação)

1 – Pé na estrada
Se o objetivo é sair viajando de cidade em cidade, a dica são sites de caronas. O Caronas.com oferece transporte compartilhado por todo o Brasil e até para países vizinhos. Mais econômico que os táxis comuns, o Uber é um aplicativo gratuito que localiza pessoas dispostas a dar uma carona remunerada. Disponível em Android e iOS, o app funciona em 57 países.

2 – Passeios
Para os amantes do mar e dos barcos em geral, o site Social Boats disponibiliza a locação de embarcações em diversos pontos do Brasil e exterior. O interessado entra em contato diretamente com o proprietário, sem nenhum custo extra. “Fica mais fácil e acessível encontrar um barco quando você viaja. Com o site, a pessoa pode pelo menos passar uma tarde navegando” explica Tiago Carneiro, sócio-fundador do Social Boats. Outra opção é o Rent a Local Friend, portal que reúne guias locais com o objetivo de oferecer aos visitantes a oportunidade de conhecer o modo de vida de cada região e seus lugares favoritos.

3 – Compartilhe refeições
Uma das mais curiosas alternativas de economia compartilhada é o Dinneer, site que conecta usuários que buscam ter uma experiência gastronômica única com anfitriões que desejam mostrar seus dotes culinários. De um churrasco na laje a uma lagosta recheada à francesa na cobertura de um prédio, o viajante tem a chance de degustar uma iguaria caraterística do seu destino, interagir com moradores locais e vivenciar um ambiente acolhedor.

4 – Encontre uma casa
Ao invés de dividir um quarto com várias pessoas e ter uma única cama para se acomodar, que tal alugar uma casa inteira ou, pelo menos, parte dela para a sua hospedagem? Com essa proposta, o site Airbnb oferece o mesmo conforto de um autêntico lar para viajantes em cerca de 190 países. Basta se cadastrar no site e reservar a sua parada no período desejado. Outro similar é o Alugue Temporada.

Compartilhe:

?>